Translate

terça-feira, 5 de maio de 2015

A tua voz


Ouvir a tua voz
É comer
Frutos silvestres acerejados de mel
Espalhados no teu corpo.

Adormecer na tua voz
É fundir
A nossa pele no olhar que me agarra
A cada onda de prazer.

Acordar na tua voz
É a certeza
A desnudar a criança de incertezas
No teu fogo de mulher.


1 comentário:

saudade disse...

Porque nas tuas palavras ouço a tua voz.... E sim, é belo o que escuto....
Saudade