Translate

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Voo nupcial


Não fiques assim, na pele dócil de infanta
a sustentar muralhas no teu olhar,
sem teceres,
nas tuas mãos,
as cores de gestos que projetem livres
novos horizontes.
Não fiques assim, abarcada por rígidos cais
a educar águas na desova cega da espera,
com as mãos a amolecer
acenos de fascínios por metáforas,
agitando sonhos
entoados na dolência prosaica
de cumplicidades já mortas.
Não fiques assim, em quieta contemplação
na corda bamba cativa de fantasmas virtuais,
enquanto gaivotas enamoradas
te sobrevoam livres para escrever contigo
uma história a quatro mãos,
serenando-te,
maior,
no maduro juízo do saber.
Não fiques assim, prende-te a alguém
que não te faça prisioneira,
para que as sombras não estremeçam as asas
do chamamento natural e se convertam
na luz do teu voo nupcial.

Jaime Portela

60 comentários:

Paulo Silva disse...

Maravilhosa poesia, Jaime!
Está de parabéns, mais uma vez!
Abraço e bom final de semana.

Marta Vinhais disse...

Viver por completo... à procura de novos horizontes...
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Magda Carvalho disse...

Que lindo poema :)
http://retromaggie.blogspot.com/

Cidália Ferreira disse...

Que poema soberbo, minha nossa Senhora!! Amei Parabéns

Beijo e uma noite feliz
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Lady Viana disse...

Amigo, Jaime, lindo poema, um chamado ao despertamento, um sacolejão para a realidade, perder o medo de soltar-se de vez, das amarras que já não fazem mais sentido e finalmente desengessar as asas e recomeçar a voar.
Gostei muito do seu poema, um feliz 2016, beijo.

VictorNanny disse...

Belo poema, Jaime!
É um verdadeiro convite à vida! Bem atual.
Deixar o cais, soltar as amarras, voar, antes que chegue o fim e lhe pegue distraída com futilidades virtuais!
Abraços e bom final de semana!

Megan Smith disse...

R: Muitas vezes moldamo-nos e é o sofrimento que nos mostra o nosso lado forte. É sempre tão bom ler as palavras que deixa no meu blog. Muito obrigada mais uma vez.

Andre Mansim disse...

Lindo Jaime! Muito lindo mesmo.
Parabéns!

GarçaReal disse...

Belo, profundo e envolvente.

Que bem versejas...Estas partilhas são realmente muito bem vindas.

Parabéns

Bom fim de semana

Bjgrande do Lago

Blog da Gigi disse...

Lindo, Jaime!! Abençoado final de semana!!!!!!! Abraços

mixtu disse...

um voar
ou um ficar
preso ou solto
voar...

Elvira Carvalho disse...

Viver tem que ser assim, desbravando novos caminhos, procurando outros horizontes,
sem medo.
Um abraço e bom fim de semana

mム尺goん disse...

Viver o
(In)esperad0 !


abç

Vera Lúcia disse...


Belíssimo, caro Jaime.
Ninguém deveria se permitir viver engaiolado ou aprisionado por qualquer motivação que não conduza à felicidade, principalmente na seara do amor. Sem liberdade, abafamos sonhos e amarguramos frustrações. Somente com a liberdade somos capazes de nos prender a alguém ou a algum ideal.

Alonguei minhas férias no blog, por imposição de outros compromissos. Espero poder retornar breve.

Abraço.

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

"...maduro juízo do saber(...)" num Poema muito profundo e belo, Jaime. Há magia em cada palavra, em cada verso. Gostei muito, meu Amigo.

Abraço
SOL

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Um voo para a liberdade sem ficar prisioneiro e encoberto pela sombra das asas e assim poder abrigar-se ao ninho do amor.
Muito lindo Jaime.
Obrigada pela visita e comentário.
Carmen Lúcia.

Brisa disse...

Mas que lindo voo,Jaime... Eu fiquei assim,sem palavras para te comentar...
Adorei todas as frases mas há uma que me chamou a atenção "...prende-te a alguém,que não te faça prisioneira..." Adorei...

Bjo e um ótimo fim de semana

CÉU disse...

Olá, Jaime!

Passei por cá, ontem, acho k à tardinha e fiquei com o meu olhar ainda mais dócil. Ah! Coisas de plebeia!
Voltarei, se Deus quiser!

Bom fim de semana.

Beijo.

heretico disse...

belo poema.
uma cascata de cativantes imagens poéticas.

muito bem.

abraço

Fá menor disse...

Prender-se a alguém que não nos faça prisioneiros é um bom conselho.
Bom fim-de-semana, amigo.

ॐ Shirley ॐ disse...

Deixar o casulo, livrar-se da apatia e atender ao chamamento do verdadeiro amor...
Lindo, Jaime.
Beijo, querido amigo!

Mariangela do Lago Vieira disse...

Que poema incrível Jaime!
Amar é isto mesmo, se libertar das amarras! Quantas coisas impedem as pessoas de se entregarem de corpo e alma para vivenciar o amor...
Amei, lindo demais!
Abração!
Mariangela

Suzete Brainer disse...

Querido Poeta,

A bela poética no chamamento para o amar da
entrega total e aceitação do Ser, o vínculo
do amor é uma presença constante, no qual
a prisão é de uma inutilidade,
quem ama sempre se conecta!...
A tua poética conecta sempre com bela inspiração!!
Ótimo final de semana, amigo!
Beijo.

Ana Freire disse...

O amor que prende, nunca é amor.
Amar é libertar... é dar asas... a quem nos traz no coração... e nos faz voar...
Mais um poema maravilhoso, Jaime! Que nos prende por aqui... e nos faz desejar voltar...
Abraço! Bom fim de semana!
Ana

Ailime disse...

Um poema genial!
(Um estilo de poesia que admiro imenso).
Beijinhos e bom domingo.
Ailime

Andreia Morais disse...

Maravilhoso poema!

r: Muito, muito obrigada pelas palavras *.*

Lu Nogfer disse...

Belíssimo meu amigo poeta. Você tem uma desenvoltura incrível com as palavras. Parabens!

Ps. Muito obrigada pela companhia viu!
Estou com visitas em casa mas ja já tem postagem nova. Nada de férias pois ja fiquei fora tempo demais!rs
Um beijo!

saudade disse...

Um voo esplendido. Como sabes adoro ler te. Obrigado pela tua visita e palavras.
Beijo de...
Saudade

Gracita disse...

O amor precisa de liberdade para voar e de mãos dadas com seu partner
Belíssimo poema Jaime
Um bom domingo meu amigo
Um abraço

Mirtes Stolze. disse...

Bom dia Jaime.
Um belo poema, devemos sempre usar assas e sair voando, sem nunca se deixar prender, o virtual tem amarras e devemos ter cuidado , a vida é tão bela, tem tantas coisas para experimentamos e devemos nós deixar levar onde o vento nós conduzir rsrs. Uma feliz semana meu amigo. Abraços.

Pedrasnuas disse...

Não fiques assim... é tão fácil dizer..."Não fiques assim"...
Quando existem amarras que prendem o barco ao cais.... e há tanta gente enleada, enredada ...sem saber.... e atendem a chamados absurdos, sem sentido,cegos e tontos...

O poema? " Não dá o peixe, ensina a pescar"

Meu amigo de longa data; fica bem, na voracidade das horas, dos dias e dos anos!

Beijo



Ana Simões disse...

Ai que lindooooooooo. amigo Jaime. Lindíssimo "voo" ... lindíssimo poema. Um chamamento á vida e ao amor, à liberdade de amar e se deixar amar... maravilhosas palavras.
tudo de bom !!!

graça Alves disse...

Uma surpresa agradável!
Como me revejo neste texto!
Parabéns!
Bj

Julia Tigeleiro disse...

Pura beleza...! Da poesia apenas sei uma coisa, ou se gosta ou não se gosta. Para se gostar, temos que ter um "palato" sensível e muito principalmente viajar frequentemente para dentro das nossas almas, porque será ai que nos encontraremos...!

rosa-branca disse...

Ás vezes fica-se assim...sem conseguir sair e sem ter alguém, que nos ajude a sair ou a suportar as mágoas. Maravilhoso poema que adorei. Jaime, tem uma boa semana e beijos com carinho

Graça Pires disse...

Um poema que é um "ensinamento" de como se deve tentar ser livre. Gostei mesmo.
Um beijo.

CÉU disse...

"Prisões" quem as não tem? É fácil dizer, aconselhar a não ficar assim, mas como alçar voo? Se ao menos, se soubesse que, do outro lado, do lado de lá, há uns braços fortes e quentes para o enlace natural e nupcial, ousar-se-ia, mas... e se não?

Excecional poema (na estrutura e conteúdo, matemático na forma, racional e afetivo no desejo, no talento), aliás como todos os que aqui tenho lido e comentado. É mestre e não diga que pouco mais sabe do que aquilo que aprendeu na 4ª classe, agora, 4º ano, porque a vida vai-nos dando ferramentas, ensaios, alegrias, tristezas, práticas, conhecimentos que ninguém tem aos nove ou aos dez anos.

Boa semana, Jaime!

Beijo.

Agostinho disse...

Isto não é um poema é voo de poesia!
Isto é o poeta feito passarinho
desafiando sua flor nupcial prima.
Será que ela se anima?

Abraço, amigo Jaime.

São disse...

Que o maduro juízo do saber esteja sempre presente nas nossas vidas


Boa semana, Jaime

Daniel Costa disse...

Será sempre a entrega a dar-nos a alegria de viver e consequente contrapartida. Como sempre tive o prazer de sentir um bom momento de poesia aqui.
Abraços

Maria Rodrigues disse...

Um viver perfeito, onde o amor é belo e verdadeiro.
Lindo poema.
Um abraço
Maria

manuela barroso disse...

Se tanto advertes , não se vai voar assim. No entanto as asas libertam - se no espaço que ofereces e rumo até ao desconhecido até pousar no Campo do Poema.
Um poema genial , Jaime !
Beijinho meu !:)

MARILENE disse...

Seu poema contém um chamado, um alerta, um ensinamento. Uma luz para uma escolha que contenha verdade e liberdade. Muito belo! Abraço.

Arione Torres disse...

Oi amigo, vim lhe desejar uma excelente semana, abraços e fique com Deus!!

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, voar ou ficar, ser livre ou não ser, o poema contem uma grande mensagem que deve de ser levada em consideração.
AG

Pérola disse...

Um equilibrio que se deseja neste casal que envolve núpcias.

Beijo

Nina Filipe disse...

Olá amigo Jaime, é sempre um prazer ler a sua poesia, pena é que o tempo a cada dia corre mais veloz, e a montanha vai sumindo mais depressa para que vejamos o lado de lá.
O tempo, esse mestre de tudo que nos acompanha desde o nascer nos empurra, a gente tem um intervalo em que não damos conta, e, por vezes queremos que corra mais depressa.
Depois, há! ...Depois já não dá para o acompanhar.... e assim nós vamos ficando pelo caminho enquanto ele vai sempre ficando para acompanhar os que ficam.
Tenha um lindo dia com beijinhos de luz e paz.

Karocha disse...

Lindo Jaime

Pus ontem no meu mural com link para o teu blog
Foi um sucesso

Bjocas

Pedro Luso disse...

Caro Jaime,
Gostei do seu poema “Voo nupcial”. Está excelente.
Parabéns.

Mar Arável disse...

Tantos são os caminhos
para desbravar o improvável

Abraço

Marineide Dan Ribeiro disse...

Já dizia o grande poeta Vinícius de Moraes: O medo de perder tira a vontade de ganhar. Temos que voar sempre para alcançar novos objetivos... O medo é uma prisão!

Um grande abraço!

Tais Luso disse...

"Não fiques assim, prende-te a alguém
que não te faça prisioneira,
para que as sombras não estremeçam as asas"

Gostei muito do poema, mas dessa parte adorei, amigo Jaime!
De muita sensibilidade.
Beijos!

Salete disse...

Belas palavras, Jaime e um bom conselho.
Gostei muito.
Beijo.

Mário Margaride disse...

Mais um fantástico poema, amigo Jaime! Aliás, como já nos habituaste.

Muitos parabéns!

Bom fim de semana e um abraço!

Olinda Melo disse...


Nesse "rio sem margens", sem amarras, tudo é possível.
É navegar, navegar e descobrir novos e promissores horizontes.
Belo Poema, caro Jaime, um hino à liberdade e ao amor.

Abraço

Olinda

Majo disse...

~~~
DE ELEVADA HUMANIDADE E BELEZA.

~ EXCELENTE, POETA, EXCELENTE!

~~~ Beijinho amigo. ~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Jaime Portela disse...

Caros amigos
Obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar novo poema. Espero que gostem.
Continuação de boa semana para todos.
Saudações poéticas.

mム尺goん disse...

as quimeras e cenários da imaginação....


abç

Laura Santos disse...

Maravilha de poema, Jaime!
Soltar as amarras do que não nos possibilita ser o que somos, e criar esse laço com alguém que permita o voo livre.
xx

Odete Ferreira disse...

E porque o voo é necessário, que os poetas o incentivem!
Belo. Gosto de te ler.
BJo, amigo :)