Translate

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Saudades do futuro


A certeza brincava densa na palavra,
dormente e abandonada no prazer indeciso,
liquefeita e engolida pela enfeitiçada inquietude
que tocava, de tão afoita,
o nosso desejo macio.
Devagar, deixaste-me percorrer, uma a uma,
com mãos vivazes de anseio,
as frágeis defesas do corpo,
já despidas no teu rosto, na tua voz já perdidas.
Sem pressa, depressa nos vestimos de estrelas,
que lançámos quase vivas na fogueira
dos nossos voos luzentes
por entre nuvens espertas,
que em nós vazaram, cúpidas, toda a lava do vulcão,
gota a gota, que pensámos algemar.
Ah meu amor, se sentisses as saudades que eu tenho
das tuas mãos, do teu rosto,
do futuro de vozes e sorrisos já passados…

Jaime Portela

62 comentários:

brisonmattos disse...

Sinto saudades do seu poêtar também.

Menina Marota disse...

Saudade... sentimento que tantas vezes no inflama o coração.
Um abraço

mixtu disse...

gota a gota...
num amor... intenso...

Karocha disse...

Lindo Jaime

Vou por no meu mural.

Bjocas

CÉU disse...

Tão lindo, Jaime! Apetecia-me pegar na sua mão. Ação presente. Voltarei, se Deus quiser. Bisous, mon ami!

Marta Vinhais disse...

A saudade que se espalha pelo tempo... E nos faz sentir vazios....
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Andreia Morais disse...

Maravilhoso!

r: Muito, muito obrigada.
Continuação de boa semana*

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Saudades do Futuro: gostei!
Na minha terra, temos a Praia do Futuro, assim denominada há muito mais de meio século. A conheci deserta, no passado! Posso dizer, então, que hoje sinto saudades da Praia do Futuro do passado.
Seu poema, tão lindo, fez-me recordar, Portela.
Beijo!

Brisa disse...

As saudades...a fazerem parte do futuro...com um amor intenso a fazer-se sentir...

Bjo e um ótimo fim de semana meu querido amigo

Cidália Ferreira disse...

Fabuloso poema! Parabéns
Amei!!

Beijos de boa noite
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Genny Xavier disse...

Os sentimentos postos na correnteza vulcânica dos versos...
Belos versos, meu amigo!

Um abraço,
Genny

lua singular disse...

Oi Jaime,

Que maravilha de Prosa!
Simplesmente maravilhosa
Abraços
Lua Singular

VictorNanny disse...

Só mesmo você, Jaime, para falar de Saudades do Futuro! Sentimentos do futuro e lembranças de vozes e sorrisos do passado!
É por isso, que estou sempre por aqui.
Abraços!

Gracita disse...

A saudade versejada gota a gota envolvendo-nos com a sua beleza poética
Um abraço Jaime

Magda Carvalho disse...

Que lindo!
http://retromaggie.blogspot.com/

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

A saudades sempre fica e com ela os sentimentos que sentimos naqueles instantes,são bálsamos para nossos corações.
Lindo poetar amigo Jaime.
Bjs e um ótimo final de semana.
Carmen Lúcia.

Pensamentos Com Asas disse...

A saudade dói! Mas quando vira poesia fica uma coisa encantadora.
Lindo, parabéns! Bjs.

graça Alves disse...

Gostei muito do poema!
Obrigado pela partilha!
Abraço

Fá menor disse...

As saudades podem ser feridas abertas...

Bjs

Ana Freire disse...

Um poema lindíssimo, Jaime!
E nada melhor do que dedicá-lo, a quem nos faz sentir ávidos de futuro... numa permanente e saudável saudade... de uma cumplicidade passada, presente... e futura...
Beijinho! Bom fim de semana!
Ana

Mariangela do Lago Vieira disse...


Saudade... Aquela felicidade vivenciada que volta, para não esquecermos!
Lindo demais, Jaime, parabéns!
Abraços!!
Mariangela

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Saudades, são sentimentos de tempos imortais e eternos. Segurá-las no futuro é coisa simples,preciosa e necessária ao nosso sensorial íntimo.
Belíssimo.


Abraço
SOL

Mariazita disse...

Meu querido amigo Jaime
Ao escrever, muitas vezes o poeta deixa-se envolver pelo sonho, divaga, voa, perde-se noutras dimensões.
Comentar as belas palavras que partilha com quem o lê pode até ser sacrilégio.
Por isso, depois de interiorizar, remeto-me ao silêncio...

Bom fim-de-semana. Até Domingo.

Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Vera Lúcia disse...


Que lindo, Jaime!
Um poema apaixonante!
"Saudades do futuro" - Que linda forma de expressar uma saudade!

Obrigada pelo carinho lá no meu recanto.

Ótimo final de semana.

Abraço.

Salete disse...

Tudo que é bom deixa saudade.
Gostei muito, Jaime.
Beijo.

Mirtes Stolze. disse...

Boa noite Jaime.
Que belíssimo poema, saudade palavra curta com um enorme significado. Um feliz fds. Abraços.

heretico disse...

gostei do poema. não é fácil descrever assim de uma forma vibrante e contida a pulsão erótica

abraço, caro Jaime

São disse...

Um poema lindissimo, como é hábito.


Bons sonhos

Lady Viana disse...

Amigo Jaime, lindas as suas palavras, realmente, só sentimos saudades daquilo que foi bom, que foi significativo, que marcou... Saudade, não tem noção de tempo, não conhece presente, passado ou futuro, independe do tempo, espaço ou distância. Saudade, um sentimento que nos mostra o quanto já vivemos momentos felizes, o quanto ansiamos por repeti-los e repeti-los e repeti-los...
Gostei muito, um ótimo fim de semana e beijo doce.

Blog da Gigi disse...

Abençoado final de semana!!!!!!!!!!! Beijos

Mar Arável disse...

Excelente prosa poética meu amigo

Abraço

Emília Pinto disse...

A saude é sempre nostálgica, Jaime. Nunca temos saudade daquilo que nos doeu, apesar desses acontecimentos aflorarem à nossa mente com frequência. Afastamo-los imediatamente e procuramos outros, por vezes até relacionados que nos façam sorrir. Essas lembranças, sim, são boas e a saudade é saborosa. Saudade do futuro, bem, penso, que será sempre mais sofrida. Alguma coisa que preenchia os nossos dias se foi e um vazio se instalou, alguma coisa que nos faz falta e que nos vai fazer pensar que nada será igual nos dias que tivermos a bênção de viver. Não te sei dizer se essa saudade do futuro será motivo para seguirmos em frente com mais esperança, mas sei dizer-te que me puseste a pensar, Será que tenho saudades do futuro? Não sei!!! Talvez tenha...talvez todos tenham! Amigo, obrigada e parabéns por mais este belo poema um poema de saudade, saudade que eu julgava ser só do passado. Enganei-me!!! Beijinho
Emília

CÉU disse...

"Na tua casa ou na minha", é caso para perguntar, Jaime, mas, afinal, está a acontecer nas duas. Bom sinal! Chama-se a isso, interação, e embora sejamos diametralmente opostos em muitos aspetos, falamos a mesma linguagem e a mesma Língua.

Tem toda a razão. Preferimos todos o patamar de cima, como é normal. Não somos santos! Voltarei, se Deus quiser, não sabendo se ainda tenho palavras para comentar o seu poema tão... olhe não encontro o adjetivo capaz. Excusez-moi!

Beijo e bom fim de semana. Como está o tempo em Viana? Do Castelo.

Ailime disse...

Olá boa noite,
“Saudades do futuro” de um passado que se faz presente nas memórias vivas e bem esculpidas pela escrita genial do poeta.
Um poema magnífico!
Beijinhos e bom fim de semana.
Ailime

manuela barroso disse...

Envolvente, sensualidade cativante , terna
De ti, Jaime !
Beijinho ! :)

manuela barroso disse...

Envolvente, sensualidade cativante , terna
De ti, Jaime !
Beijinho ! :)

Elvira Carvalho disse...

Um excelente e muito belo poema, como aliás é seu apanágio.
Um abraço e feliz dia.

© Piedade Araújo Sol disse...

JP

um poema onde o amor (a paixão) e a saudade estão de mãos dadas, com um pouco de sensualismo qb.

gostei!

saudações poéticas

beijinho

:)

Mariazita disse...

Jaime, querido amigo
Trago o meu agradecimento pela presença na minha "CASA", e pelos parabéns que transportou até lá.
Espero voltar a vê-lo lá, e eu a vir cá agradecer, daqui por uns... modestos 80 anos :)))

Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

MARILENE disse...

Há um tempo que , sendo o presente encantado, nós o jogamos também para um futuro eterno. E há um tempo em que voltamos ao passado, alimentando o mesmo sentir. Muito belo!

Suzete Brainer disse...

Caro amigo,

Este teu poema é uma preciosidade diante do
patamar alcançado de beleza, originalidade
e sensualidade sublime!...
Adorei, Poeta!!
Beijo.

Elaine Regina disse...

Belo...

Marisa Giglio disse...

Jaime , a começar pelo título , o poema é belíssimo . Obrigada pela partilha e , também , pelas carinhosas palavras no meu espaço . Abraços e boa semana .

Lu Nogfer disse...

Sem comentário de tão belo.
Parabens sempre, poeta!

Otimo domingo.
Beijos.

rosa-branca disse...

Jaime, mais um maravilhoso poema de amor e saudade...tanta saudade! Amei demais. Boa semana e beijos com carinho

Mário Margaride disse...

Belo poema, amigo Jaime!

O passado e o presente, são eles mesmos...a antecâmara do futuro.

Gostei muito.

Abraço e boa semana!

Graça Pires disse...

Um poema de amor. Um poema de entrega. Um poema de saudade. Muito belo, Jaime.
Um beijo.

Laura Santos disse...

A saudade do que se repetirá, vezes sem conta, na insaciabilidade do corpo e da alma dos amantes.
Só que ninguém consegue dizê-lo como tu.
xx

CÉU disse...

Um poema sensualíssimo e com laivos brilhantes e certeiros de erotismo.
Saudades de um passado que é também presente e será, se Deus quiser, futuro.
O tempo tudo altera, como é natural, mas recordar a pujança não faz nada mal, bem pelo contrário.

Boa semana; Jaime!

Beijos.

Arte & Emoçoes disse...

Olá Jaime! Passando para agradecer a tua visita e amável comentário, assim como apreciar mais um dos teus belos poemas, com ênfase para a estrofe abaixo:

Devagar, deixaste-me percorrer, uma a uma,
com mãos vivazes de anseio,
as frágeis defesas do corpo,
já despidas no teu rosto, na tua voz já perdidas.

Abraços,

Furtado.

Tais Luso disse...

Muito original,sensível e elegantemente escrito pelo poeta que nos faz viajar um pouco no futuro... Aliás, digo em segredo, sou mais do futuro!
Beijo, amigo Jaime!

Minhas Pinturas disse...

Olá Jaime: Lindo poema falando de
Saudade essa doce e amarga tortura, sempre em nossas vidas até mesmo no futuro agarrada ao passado.

Obrigada pela visita e comentário.
abraço, Léah

Diana Fonseca disse...

Essas saudades intermináveis...

Maria Rodrigues disse...

Saudades que podem ser colmatadas quando o amor está contínuamente presente.
Maravilhoso poema.
Um abraço
Maria

Anabela Filipe disse...

Bom dia meu amigo, venho silenciosamente, deixar o meu abraço e desejar um dia lindo cheio de sol e magia, porque a magia nos deixa sonhar e a sonhar não damos pelo tempo que passa sempre tão veloz.
Beijinhos de luz e paz.

a.filoxera praga disse...

E sente.
Há sentimentos que não mudam.
Um beijinho, Jaime.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, belo poema repleto de sentimento, se necessitar de uma mão, aproveite a mão delicada da Céu.
AG

Pedro Luso disse...

Jaime,
O seu poema “Saudades do futuro”, deve ter sido fruto de demorada construção. Está mesmo muito bom. Parabéns.
Um abraço.

Jaime Portela disse...

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Caros amigos
Obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar novo poema. Espero que gostem.
Continuação de boa semana para todos.
Saudações poéticas.

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Odete Ferreira disse...

Um poema que me ficou a bailar pela sedução do sentir...
E que belo momento!
Bjo, Jaime :)

Ana Simões disse...

Nunca pensei ser possivel sentir saudade do futuro... Mas é !! Ao ler este maravilhoso poema entendo que é... Saudade de um futuro que ficou preso no passado...
Tanta sensibilidade.
Parabéns Jaime e obrigada pela partilha !!

Aninha Ferreira disse...

as saudades sao mesmo chatas... mas se nao existissem nao davamos valor aos momentos que vivemos com aqueles que nao estao sempre conosco