Translate

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Tretas


Brinca como quem finta
farsas de comparsas
com a réplica desperta na deixa certa.
Troca o destino ao desatino,
contesta a festa
quando, imbuído, há descabidos.
Faz do enigma um não estigma,
celebra o mistério menos a sério
e não faças troça da velha carroça.
Esgota a fraqueza
no princípio da incerteza
com a mesma energia da luz do dia.
De qualquer modo, não fujas logo,
não me obedeças nem desfaleças…
Confuso? Será isto obtuso?
Sim e não, meu irmão,
mas nada incluso na vida é escuso.
Só que tretas não puxam carretas…
Ou puxam?
 
Jaime Portela

48 comentários:

Pensamentos Com Asas disse...

Perfeito!!!

Brisa disse...

Jaime...
Será que puxam!? É hábito dizer que de tretas está o mundo cheio né...
Mas tudo na vida tem um tempo de brincar...mas quando o coração sente e a alma desperta com todos os sentidos,como trocar o destino ao desatino...interessante frase...aliás tudo aquilo que escreves é belo...

Bjo e desde já te desejo um bom fim de semana

Edumanes disse...

Que a finta bata certo,
as farsas não sejam falsas
o bem não seja incerto
se não houvessem desgraças
tudo no mundo era mais belo.
brincando às escondidas
não se escondessem as belezas
sejam mágoas ou sejam feridas
as dores doem não são tretas!

As carretas vão atrás,
os bois vão à frente
amor que não se sente
doer o coração não faz!

Estão muito bem apanhadas,
suas palavras não sou tretas
as pessoas mal amadas
na vida sofrem de tristezas!

Boa noite caro amigo Jaime Portela, um abraço,
Eduardo.

Suzete Brainer disse...

Caro Jaime,

Um poema com uma carga emocional numa crítica a quem
fala muito e não pratica.
A coerência é muito importante e ajuda na paz
da consciência.
Gostei muito, meu amigo.
Um bom final de semana.
Beijo.

Toninho disse...

Belo trabalho mestre Jaime.
O mundo não é dos treteiros.

Um bom fim de semana.
Meu abraço de paz.

VictorNanny disse...

Isso mesmo, Jaime. " nada incluso na vida é escuso".

Diana Fonseca disse...

Bela pergunta. Gostei do poema!

heretico disse...

por mim, nem tretas, nem petas...
sou mais por gralhas falantes (são bem mais engraçadas!)

mas não posso garantir que não hajam tretas que são verdadeiras "rainhas...das petas".

confuso? ou nem tanto?

aquele abraço, meu caro.

Marta Vinhais disse...

Há muita confusão... anda-se desvairado e fala-se demais...
E faz-me muito pouco...
Interessante...
Beijos e abraços
Marta

Célia Rangel disse...

Impera hoje "as tretas e mutretas"... Conchavos e chocarrices... Viralizou nos altos e baixos escalões!
Abraço.

Emília Pinto disse...

Será que não? Não sou muito de me deixar levar por " tretas", embora não possa dizer que nunca alguma me tenha arrastado. Mas, claro, há " tretas que puxam carretas", sim; às vezes somos como cordeirinhos , obedientes uns atrás dos outros. É muito mais fácil obedecer, seguir o politicamente correcto, fazer favorzinhos, pedi-los; " farsas..comparsas, conchavos abundam por aí e não embarcar neles é dificil, exige vontade. Fraquezas não são permitidas se quisermos manter o nosso caminho sem que as " tretas nos arrastem" rio abaixo. Mas não é treta quando te digo que poetas muita bem. Jaime, um bom fim de semana e tudo de bom. Um beijinho
Emilia

Minhas Pinturas disse...

Caro Amigo este poema me levou a pensar que tudo depende do treteiro ou da carroça, ou ainda do tamanho da carreta que a treta queira puxar.
Ótimo e divertido poema.
beijinho, Léah

Arte & Emoções disse...

De tretas e mutretas o mundo está cheio amigo Jaime, principalmente, aqui no Brasil.

Abraços,

Furtado

José Carlos Sant Anna disse...

De "treta" em "treta" semeias um jogo sutil com as palavras mostrando sua intimidade com elas. Se não puxam carretas, eu não sei, mas palavras puxam palavras, como o poema revela.
Um bom final de semana, poeta!

Artes e escritas disse...

Esse seu poema é uma confusão, meio sarcástico, meio reticente, mas muito interessante. Um abraço, Yayá.

Aninha Ferreira disse...

tretas n puxam carretas adorei essa frase

Majo Dutra disse...

~~~
Uma ironia bem humorada é sempre bem vinda.
Tenho asco visceral a conversas de treteiros...
Bom fim de semana.
Abraço, Amigo.
~~~~~~~~~

Mariangela do lago vieira disse...

Oi Jaime, de tretas, mutretas, falsetas, e falcatruas, tem muita gente que entende, e neste mundo sobra! Adorei! Abração!
Mariangela

M. disse...

Poema com uma excelente dinâmica!!!
Beijinhos, bom sábado :)

Arione Torres disse...

Oi amigo, ótima pergunta! Kkkkk
Tem dois selinhos para você lá no blog, se quiser pode pegar, ficaria muito feliz! Vim lhe desejar um excelente final de semana, beijos e fique com Deus!!

Mirtes Stolze. disse...

Bom dia Jaime.
Excelente poema, no Brasil existe muitas tretas, falcatruas, tem muita gente que são experientes nisso e cabe a a gente ficar bem ligado para não se deixar levar. Um feliz domingo. Abraços.

Aline Goulart disse...

Extraordinário! A treta só puxa carreta quando os demais permitem.
Adoro os teus poemas. Ótima semana. Beijinhos...

Machado De Carlos disse...

Belos Versos profundos! Agradecido, querido amigo! Abraços...

Machado De Carlos disse...

Desejo-lhe uma bela semana, querido amigo!

Graça Pires disse...

Gostei, Jaime, deste poema, com uma crítica irónica. O que se diz e o que se esconde entrelaçam as palavras dando ao poema uma singularidade muito interessante.
Beijos.

Agostinho disse...

Apraz-me verificar a regularidade deste "Rio sem margens". Apesar do estio o caudal manteve-se inalterado para refrigério da gente que pontilha a suas margens.
Como quem não quer a coisa o poeta lança um desafio dissimulado. Ou não? É que tretas pode rimar com...
Abraço amigo.

Canteiro Pessoal disse...

Brilhante!!!

Forte abraço,
Priscila Cáliga

Nina Filipe disse...

É meu amigo que desatino que vai aí, será que é desatino... ou eu não atino com o caminho para o seu blogue que de quando em vez a gente se vai vendo aqui. Por este espelho que não reflecte a nossa cara mas o nosso sentimento, e assim, vamos nós por cá dando vaia uns aos outros ora visitando pelo blogue ou pelo facebook.
Então eu lhe venho desejar uma óptima semana com calor e banhos, se não na praia na banheira seja feliz em que lado for, deixo os meus beijinhos de paz.

Cláudia Forte disse...

olá, meu querido amigo! passadinha para desejar uma ótima semana e alimentar-me de suas belas e instigantes poesias. beijão bem grandão!!!

Mar Arável disse...

Abraço amigo

graça Alves disse...

Muito trabalho!
bj

Andreia Morais disse...

Fantástico, como sempre!

r: Sem dúvida
Boa semana*

Pedro Luso disse...

Caro Jaime, gostei muito do seu poema
(“Tretas”), escrito com “inspiração e
transpiração” (aqui me repito ao lembrar
o que dizia o grande poeta
João Cabral de Melo Neto).
Um grande abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

ai este tretas, está perfeito...
muito bem concebido, cheio de ironia e incerteza e até certezas e não só.
e puxam carretas?! será!

muito bom JP

beijinho

:)

Pensamentos Com Asas disse...

Olá!
Passei para desejar um ótimo começo de semana.
Abraço.*-*

Teresa Isabel Silva disse...

Gostei muito dessas tuas palavras!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Seremos tretas, decerto,
De carretas bem boçais.
Elas são o "Chico esperto"
E nós somos o deserto
Com sede e fome demais.


Abraço
SOL

Tais Luso disse...

Tetras, mutretas e tantas maracutaias... Temos Universidades especializadas e gratuitas pra quem quiser a especialização! Um doutorado, mestrado!!
Aceitamos inscrições!
Coisa de loucos... É rir para não chorar.
bjs, amigo Jaime.

Mariazita disse...

Que responda quem souber, amigo Jaime... :)))
Presenteias-nos com um excelente exercício de palavras, onde, a par duma certa ironia vais dizendo umas quantas verdades.
Parece fácil, não parece? Mas eu sei que é difícil...

Votos de uma semana muito feliz.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

lua singular disse...

Linda poesia
Aliás, adoro todas. Você é muito culto.
Beijos
Lua Singular

Teresa Silva disse...

Como sempre as tuas palavras foram fenomenais!

Bjxxx
A Pequena Boneca de Trapos | Facebook | Instagram

Ana Freire disse...

Às vezes... até haverá tretas... que puxam carretas... por algum tempo... mas treta tem perna curta... tarde ou cedo... tropeça em si mesma... e cai por terra...
Um poema com uma ironia acutilante... subtil... assertiva... e acima de tudo... sem tretas... :-))
Adorei o jogo de palavras!
Beijinho! Continuação de uma boa semana, Jaime!
Ana

São disse...

Por vezes até parece que puxam ... e bem, para mal dos nossos pecados!


Tudo de bom e com algum fresquinho :)

Fê blue bird disse...

Um poema irónico e atento à realidade que nos cerca e aperta !
Gostei deveras!
Jaime agora só me vai "ver" em Setembro :D
Fique bem e se possível sem tretas! rss

Um beijinho

rosa-branca disse...

Se calhar até puxam mas grandes carrões. Afinal as Tretas dão bom fruto a muito boa gente sem vergonha na cara. Gostei desse teu jogo de palavras com ironia q.b. Jaime, tem uma boa semana e beijos com carinho

Jaime Portela disse...

============================================================

Caros amigos
Obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar novo poema. Espero que gostem.
Continuação de boa semana para todos.
Saudações poéticas.

============================================================

Odete Ferreira disse...

Ridendo castigat mores, já dizia Gil Vicente.
Muito bem conseguido este poema de de "tretas" não tem nada.
Bjo, Jaime :)

CÉU disse...

Um jogo de palavras bem interessante, inteligente e irónico.
Creio que todos nós já dissemos e ouvimos tretas.

Puxam? Creio k sim e não são assim tão poucos, os puxados, e normalmente, aqueles k mais as abominam, são aqueles que mais as proferem.
A propósito desta temática, relembro António Feio e José Pedro Gomes. Aquilo é k era Conversa da Treta, Jaime!

Beijo.