Translate

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Dança de pássaros


Nos teus olhos dançam pássaros
que me fazem voar em alvoroço.
Desses teus pássaros,
que não sei como nasceram fogosos
nem por que ainda não morreram,
sinto o apelo inadiável
que tentas demorar com a boca,
a mesma que me cala com fogo
no êxtase de abraços saídos do peito.
Desses voos, não sei como falar
da agitação da viagem,
da inquietação da chegada,
nem do afogo da partida.
Resta-me a dança,
a mesma que nos embala
na melopeia do sonho,
que nos enlouquece
na vertigem dos corpos,
que me atordoa no remanso
das tuas ancas de gosto buliçoso.
Porque é na dança que eu percebo
o canto dos teus pássaros,
querendo-os vivos,
e que tu abarcas os meus voos,
querendo-os com os teus pássaros.
 
Jaime Portela

48 comentários:

Daniela Silva disse...

Já pensou em publicar um livro? Tem talento... Beijinho

Karocha disse...

Lindo Jaime

Bfs

Bjocas

Majo Dutra disse...

Magnífico! Magnífico!
Aprecio sobremaneira toda a poética que me emociona
e esta de tão bela, consegue-o de maneira completa.
Abraço,
de sincera admiração e amizade.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Uma prosa poética lindíssima Jaime!
Adorei a composição dos olhos com a dança dos pássaros.
Bjs e obrigada pela visita.
Carmen Lúcia.

Marta Vinhais disse...

E sejamos loucos.... Porque o devemos viver assim...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Brisa disse...

Jaime
Esta dança é feita,com amor,com paixão e carinho...
Adorei as tuas palavras...

Bjo agradeço e retribuo a tua saudação e te desejo um óptimo fim de semana

Ana Pereira disse...

Um excelente poema em que a dança dos pássaros nos remete para o voo dos enamorados.
Um abraço,
Ana

Cidália Ferreira disse...

A Daniela Silva tem razão. Já pensou em publicar um livro?

Mais um belíssimo poema...Amei


Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Minhas Pinturas disse...

Lindo poema Jaime. No amor a loucura é necessária.
beijinhos, Léah

Célia Rangel disse...

Poema que evoca o encantamento do amor! Belo!!
Abraço.

Suzete Brainer disse...

Belíssimo!...

A dança das belas metáforas que evocam o amor
de corpo e alma.

Um ótimo final de semana, meu amigo Jaime.
Beijo.

Teresa Isabel Silva disse...

Poesia fabulosa!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Andreia Morais disse...

Uma belíssima dança! Gostei sempre do que escreve

r: Muito, muito obrigada :)
Agradeço também a sugestão. Depois de publicado também me lembrei que poderia ter separado as fotografias por local, para ser mais fácil de distinguir
Bom fim de semana

lua singular disse...

Oi Jaime.
Quase no final da poesia a sensualidade explodiu. Amo de paixão.
Vou ficar mais doente se escrever com tanta sensualidade. Capito?
Beijos nas suas mãos que escorregou essa linda poesia.
Lua Singular

Mar Arável disse...

Bela dança de pássaros

Abraço poeta

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Voar, adentro do teu peito,
As danças que o Amor desperta,
É ter a Paz em mão aberta
E encantamento a preceito.


Abraço
SOL

Fá menor disse...

Os voos dos pássaros sempre a fascinar-nos, e nós a querer emitá-los.

Beijinhos, amigo!

VITORIO NANI disse...

Imagino a dança de pássaros em devaneio na primavera; nas orgias incansáveis do acasalamento!
Sua poesia é admirável por essas metáforas, amigo Jaime!
Abraços e boa semana!

Maria Teresa Valente disse...

Boa tarde, amigo Poeta Jaime Portela, seus poemas são tão cheios de amor e paixão, que muito nos encantam.
Grata pela rica partilha, excelente final de semana, abraços carinhosos
Maria Teresa

CÉU disse...

Desejo-lhe, igualmente, um bom fim de semana, Jaime!
Mto obrigada. Voltarei. Beijo.

Mariazita disse...

Tencionava retornar só em finais de Setembro mas a minha filhota requisitou a minha presença mais cedo... e aí vim eu a correr :)))
E já que cá estou aproveito para visitar, aos poucos, os amigos.

Belíssimo poema, que me faz lembrar a dança da sedução, que por vezes tem contornos duma beleza ímpar.


Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Graça Pires disse...

A dança do amor com pássaros no olhar... Muito belo, Jaime!
Bom fim de semana.
Beijos.

Aninha Ferreira disse...

dançar e bom como passaros e ainda melhor pois qer dizer q podemos ser livres

PÈTALA disse...

Neste dançar majestoso
Os pássaros fazendo ninhos
É sempre belo e gostoso
O cantar de seus carinhos!

Nos olhos do amor tudo se torna belo! Até os pássaros voam sem asas!


Um abraço

Manuel Veiga disse...

é com gosto renovado que leio teus poemas
sempre muito expressivos em sua sensualidade delicada

abraço

Daniel Costa disse...

Jaime

Sempre aqui se encontra a beleza da poesia. Poesia construída com imagens de metáforas bem imaginativas.
Veja e comente o post
Olinda Capital Colonial – Invasão de Pernambuco
http://amornaguerra.blogspot.pt/
BRASIL: SORRISO DE DEUS.

Abraço

Pedro Coimbra disse...

Chego ao seu blogue e vejo muita gente conhecia a apreciar os seus belos poemas.
Vou ficar por cá.
Um abraço desde Macau

graça Alves disse...

Que bonito, Jaime!
bjs

Ana Freire disse...

Uma arrebatadora dança... na forma de um poema... cheio de asas por dentro...
Mais um trabalho maravilhoso... para ler e reler, Jaime...
Beijinho! Boa semana!
Ana

Emília Pinto disse...

E os "poemas podem ser " tudo o que a alma do poeta quiser, tudo o que a alma do leitor sentir. Não nos atreveremos sequer a imaginar o que vai no coração de um poeta quando deixa belas e profundas palavras numa simples folha de papel, palavras que às vezes tocam os outros como uma critica, um grito de revolta e na maioria das vezes como o extase de um grande amor, de uma paixão vivida e tantas outras como um desabafo triste de um amor perdido. É o amor a principal musa inspiradora de um poeta e quando assim é , há um sentimento de alegria, de felicidade que nos imaginamos " pássaros " voando, livres e soltos; quando se vive um grande amor vemos em tudo um alegre esvoaçar de pássaros, com os seus chilreios numa constante primavera. Nao vale a pena tentar entender esses voos, nem saber como chegaram, como partiram, mas sim deliciarmo-nos com eles e pedido-lhes que não nos deixem sem esse vai e vem. O que seria de nós sem o amor, sem o canto dos pássaros e sem essa dança mesmo que imaginária? Seriamos como pássaros no inverno, passaros vivos sentindo-se mortos Que o amor te faça " voar sempre" feito um pássaro de Primavera, pássaro vivo, voando alegremente de árvore em árvore. Posso desejar-te coisa melhor? Penso que não, amigo. Um beijinho e até sempre.
Emilia

© Piedade Araújo Sol disse...

JP

se os pássaros traduzem um olhar só por si já é poesia

e aqui a poesia flui nas letras do Poeta

boa semana.

beijo

:)

Agostinho disse...

Na intensidade avassaladora do voo
os pássaros estremecem o som.
É quando se pressente o fogo
nos versos a arder: os olhos
é que incendeiam o mundo

Grande peça, Jaime!

Ana Carolina Soliter disse...

Aos amigos da Leninha (blog MULTIPLICIDADE DE MIM – http://helena.blogs.sapo.pt), peço que passem pelo seu blog para se inteirarem de uma notícia.
Grata
Aninha

CÉU disse...

As suas palavras deixam-me, por vezes, atordoada. É o caso, Jaime!

E é na dança dos corpos, pássaros, que tudo entendemos e fazemos, pke os olhos, a boca, os lábios, as ancas e a cintura são insuficientes para tantos descompassos e compassos de luxúria, entrega, amor e doação.

Que os voos sejam contínuos, sempre que os pássaros quiserem. A loucura, aqui é sempre pouca.

Beijos e boa semana.

Smareis disse...

Lindamente perfeito danças de pássaros Jaime.
Um poema maravilhoso.
Um abraço e boa semana!
Blog da Smareis

Anónimo disse...

Voei nesta tua dança sensual. Amei demais. Beijos com carinho

Laura-R.B.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Excelente poema.
Abraço

Rosa Mattos disse...

Extasiante! Parabéns, Jaime.
Que boas inspirações assim nunca lhes falte.
Grande abraço!/

Jaime Portela disse...

============================================================

Caros amigos, obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar um novo poema. Espero que gostem.
Continuação de boa semana para todos.
Saudações poéticas.

============================================================

José Carlos Sant Anna disse...

Nada de dois pra lá, dois pra cá. A dança da poesia pede uma casalamento com as palavras para traduzir todo o encantamento e a simbiose com o canto e a dança. E não lhe falta fôlego, poeta. Maravilha!
Forte abraço,

Ailime disse...

Boa noite Jaime,
Magnifico poema!
O amor é uma eterna dança como pássaros a esvoaçar num céu liberto de sombras.
Beijinhos,
Ailime

Lia Noronha disse...

Jaime: a eterna dança das palavras ritmadas..amei!!
abraços meus.

Odete Ferreira disse...

Admirável criação poética, meu amigo.
Felizes os que possuem a arte de danças como esta.
Bjo :)

Ana Simões disse...

Numa dança deliciosa admiro mais uma criação poética e embalada nas palavras quase me sinto voar neste mundo de poesia e fantasia... Lindo !!

Teresa Almeida disse...

É a dança que bamboleia a poesia ou a poesia que te é corpo e ar?
Hei-de continuar a embrenhar-me na tua sedutora poética.
Beijo.

M. disse...

Que doçura este belo poema!!!

alegriadeviver.blogspot.com.br disse...

Que belo versejar , seus versos bailam nos olhos do leitor, deixa um contentamento n'alma da gente. gostei demais.]Abraço Jaime e obrigada por ser meu seguidor.

Centelha Luminosa disse...

Olá Jaime !!
Há uma dança porque a sua poesia tem ritmo, tem sonoridade, tem aquela sensualidade própria da cadência de dois corpos jungidos uns ao outro...
Poesia deliciosa de ler e de ...sentir!
Haja libido, poeta, haja libido!!
Beijos