Translate

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Adormeço ao peito do compasso


Adormeço ao peito do compasso
dos sussurros sublimados no teu colo,
onde se movem e crescem
[qual benquerença de deuses generosos]
as chamas ateadas
ao rubro cetim da paixão.
Renasces na suavidade ofegante
de estrelas diurnas
que tremulam palpáveis
na tua pele de amante,
nos aromas e nos abraços
preenchidos com o azul do teu ventre.
Morremos no instante
em que despimos e trocamos
humores há muito acorrentados
à nossa contínua saudade.
                                    
Jaime Portela

50 comentários:

Karocha disse...

Gosto Jaime

Bfs


Bjocas

Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso poema. Adoro os seus escritos. Parabéns

Beijos e obrigada

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Um poema de amor apaixonante entre tantos que você nos presenteia Jaime!
Gostei muito.
Bjs e obrigada pela visita.
Carmen Lúcia.

A Nossa Travessa disse...

Caro Jaimamigo

Já sei, já sei: tu és um Poeta com caixa alta. Podias ser apenas um poeta maneirinho, enfezado, mas não és; és mesmo um Poeta. Não sou muito afim da Poesia; como sabes sou mais Prosa; mas da boa Poesia gosto, gosto e muito. Obrigado por me ajudares a gostar a Poesia.
*********



NOVO TEXTÍCULO

CONTINUA A SAGA DA IMPOSSIBILIDADE – SABE-SE LÁ POR QUE MOTIVO… - DE ACTUALIZAR A INFORMAÇÃO SORE OS NOVOS POSTS COLOCADOS AQUI NA NOSSA TRAVESSA E QUE DEVERIA APARECER NO TEU BLOGUE MAS INFELIZMENTE NÃO APARECE.

POR ISSO CONTINUAREI ESTA METODOLOGIA PARA TE AVISAR SEMPRE QUE HAJA UM NOVO ARTIGO. É O CASO DE ONTEM EM QUE PUBLIQUEI UM TEXTO – VÊ LÁ O QUE MEU NA GANA – QUE É UMA “NOVA VERSÃO” DO “TRIUNFO DOS PORCOS” DO SR. ORWELL. QUE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO ME CUBRA DE BÊNÇÃOS… JÁ QUE NÃO ME PODE COBRIR DE OUTRA MANEIRA…

Henrique, o Leãozão

Nidja Andrade disse...

Triste saber que essa situação representa o relacionamento de muitas pessoas...
O "Amor" que machuca que fere não é amor... saudade é a marca que fica de algo bonito que aconteu...
AbraçO

Marta Vinhais disse...

E amar nesses abraços e aromas...
Desenlaçando a paixão num longo sussurro...
Que lindo!!!
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Brisa disse...

Renasço sempre que te leio meu querido amigo Jaime
E adormeço com sussurros imagináveis,na suavidade ofegante,de tão belas palavras... Perfeito.

Bjo e desejo que tenhas um bom fim de semana

Tais Luso disse...

"Morremos no instante
em que despimos e trocamos
humores há muito acorrentados
à nossa contínua saudade."

Dolorido, mas lindo poema, amigo Jaime!
bjs, um ótimo restinho de semana!

Arco-Íris de Frida disse...

Poema belo... o amor e suas tramas, e entranhas... lindissimo...

Beijos...

manuela barroso disse...

Tudo é intenso no aroma das tuas palavras. E matei saudades libertando correntes .
Belo poema , Jaime
De ti não espero outra coisa !
Beijo !

Andreia Morais disse...

Fantástico!

r: Muito obrigada *.*
Beijinhos

Dorli Ramos disse...

Oi Jaime

Quero adormecer nos braços do meu amor
Se tiver que morrer quero estar no colo do meu amor
Você escreve muito bem, poeta
Abraços
Minicontista2

lua singular disse...

Oi Jaime
Escreve como um escritor renomado
Publica um livro
Beijos no coração
Lua Singular

oteudoceolhar disse...

... é a primeira vez que passo por aqui, e encontro palavras que cativam o olhar e a mente...

Beijo n´oteudoceolhar *

PÈTALA disse...

Se a saudade do amor fala alto
Sempre nos quererá muito bem
Apesar de qualquer sobressalto
Será do melhor que a vida tem!

…Porque no amor todas as palavras contam!

Abraço

Sónia M. disse...

Vim matar saudades, Jaime.
Gostei muito.

Deixo o meu abraço.

Emília Pinto disse...

"Parece estarmos doentes, prisioneiros " de um grande amor sentido, vivido com arrebatadora paixão, mas depois vem a serenidade, soltamo-nos dessa sensação e , finalmente adormecemos ao "compasso dos sussurros" de uma noite que será certamente acalentadora. Renasceremos também nós com o despertar de um novo dia, já com saudades do amor vivido e com esperança de que possamos , mais uma vez enebriarmo-nos com os " aromas dos abraços " do ser amado. Mas, amigo, mesmo que o céu esteja cinzento de nuvens pesadas, podemos sempre olhar para cima e imaginar " estrelas tremulando" , dando-nos a certeza de que haverá sempre um amor à nossa espera, se soubermos estar dispostos a recebê-lo e a dá-lo. E é isto o que de melhor posso desejar-te, muito amor à tua volta. Parabéns, claro, também cá deixo e ...muitos. Bom fim de semana. Um beijinho
Emilia

Ivone disse...

Lindo, romântico e sensual poema!
Abraços amigo Jaime!

Toninho disse...

Creio mestre que nas entranhas do amor, tem um lugar chamado saudades.
É lá que moram nossos ais e onde a poesia faz sua morada.
Belo trabalho na dor que vem desta.
Um terno abraço de paz e luz.
Bom fim de semana.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Poema muito bonito e interessante!
Abraço e bom fim de semana.
Rui

Daniela Silva disse...

Pequeno, mas profundo. Gosto!

Beijinho,
Daniela Silva
❀ Diamonds In The Sky

Minhas Pinturas disse...

Saudade é uma torrente de dor ou lembranças de uma paixão as vezes nos sufoca ou nos faz adormecer, mas está sempre presente enquanto vivermos.
Como sempre amei seu poema.
Beijinhos da amiga
Léah

Rosa Mattos disse...

Olá Jaime, lindo, lindo, seu poema. Belas metáforas.

*abraços*ótimo final de semana, com muitas inspirações poéticas*

Majo Dutra disse...

Amigo Jaime.
Uma verdadeira maravilha!
Entendo uma morte de amor sadia e revigorante.
Profundamente lírico, passional e belo...
Abraço.
~~~

Andreia Morais disse...

r: Muito, muito obrigada!

graça Alves disse...

É lindo o amor, bem como este poema que o ilustra!
beijinho

Graça Pires disse...

Muito bom, Jaime. Gosto sempre de ler os teus poemas. E cito-me a propósito: "Morreremos apenas quando o amor nos assustar mais do que a morte"...
Um beijo.

M. disse...

Que poema mais lindo, cheio de balanço!!!

© Piedade Araújo Sol disse...

JP

um momento de paixão, com o culminar da "morte" dos amantes em sua continua saudade.

muito belo!

beijinhos

boa semana..
:)

Pedrasnuas disse...

Há palavras que sublinho:
Adormecer, renascer,morrer (de amor) saudade!

E todo o corpo do poema, faz-me lembrar uma valsa impenetrável, vestidos de damas, uma grande "farfalhada" de metáforas inquietantes, deslumbrantes, um mistério intrincado, uma beleza singular!
Parabéns por mais esta pérola, querido amigo, JP.
Beijo ainda domingueiro.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Adormeço ao compasso do teu peito
Depois do sonho tido e consumado,
Vi qual missão cumprida de um soldado
Certa coroação de um deus eleito.

Mas pelos louros, estava eu sujeito
Às consequências do amor ou pecado
Indefinido a mim. Isto era um dado
Da legitimidade do direito.

Do direito daquela consequência
Da irresponsabilidade sem prudência
Do impetuoso impulso do animal.

Direito à vida, não cabe a ciência.
Quando há pecado cumpri-se penitência.
Quando há amor, a vida é um ritual.

Amigo Jaime, desculpe-me em fazer uma releitura de teu poema que tanto me inspira por poesia que há em teus versos. Então peguei dele frases poéticas, para botar a matemática nelas e produzir um soneto construído com engenho e sem arte nem poesia. Sei que sou um versejador sem a alma de poeta, mas como dizem que a fé é uma graça e a parapsicologia afirma que a fé pode-se adquirir com rituais, sou uma espécie de alma faminta por poesia que anda nos rastros das almas poéticas para, por osmose, ou imantação por contato, adquirir certa energia que sobra em muitos. Espero que me entenda e me perdoe. Abraço fraterno. Laerte.

Manuel Luis disse...

Um momento que se sente e pensar perto.
Abraço

Daniel Costa disse...

Jaime

Quantas vezes um poema vivido pode soltar as amarras de humores. Poema bem bonito porque bem concebido.

Veja e comente o post
Capitania do Ceará
http://amornaguerra.blogspot.pt/
BRASIL: SORRISO DE DEUS.

Abraços

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...


A intensidade do Amor é medida e comparada com a intensidade da saudade.
Um bom momento, Jaime.


Abraço
SOL

VITORIO NANI disse...

Continuas imbatível, amigo Jaime!
Abraços e boa semana!

Aninha Ferreira disse...

q maravilha de poema ate m deu vontade d adormecer nos braços d alguem

Fá menor disse...

Quando a saudade se faz presente.

Boa semana, amigo!

Lilazdavioleta disse...

Um belo momento poético .

Gosto muito .

Um beijo , Jaime ,
Maria

saudade disse...

Morremos no instante, e renascemos quando te lemos querido Jaime...
É sempre com muito prazer que venho beber das tuas lindíssimas palavras....
Beijo de...
Saudade

CÉU disse...

Lembranças com sabor a ternura. Gostei mto. Beijos.

luar perdido disse...

Morrer e renascer num corpo amado. Haverá melhor forma de consumar um sentimento? de dar forma a uma vida? De enfeitar o universo?
Apenas a saudade, essa feroz companheira, de algo que foi, que se sublimou e que ...ficou aprisionada no coração e na alma. Na memória de quem muito amou.
Lindo poema!
Boa semana Jaime, obrigada pela visita.
Beijo de luar

helia disse...

Lindíssimo Poema!

Ailime disse...

Boa tarde Jaime,
Um grande poema e um lindo amor!
Beijinhos e boa semana.
Ailime

Paulo Alexandre Silva disse...

Sublime poesia! Sempre me encanto quando aqui passo.
Uma feliz semana!
Abraço.

Helena disse...

Jaime, meu querido amigo, teus poemas (li todos os últimos publicados) continuam a nos trazer a beleza de versos envoltos numa sensualidade e lirismo admiráveis. São mui belas as imagens que a tua criatividade sabe formar, e fiz destaque destes versos:
"Quero soltar-me prisioneiro
na vontade dos teus lábios,
na verdade crua
do teu grito açucarado,
no feitiço aos teus olhos
costurado com sorrisos de criança."
Que bela imagem!
Grata, meu amigo, pela tua presença tão afetuosa lá no meu cantinho.
Estou me reerguendo aos poucos...
Há uma nova postagem que estou dedicando para a Aninha.
Beijos com carinho no teu coração,
Leninha

Ana Tapadas disse...

Já li o poema noutro lugar, mas tenho que deixar aqui um testemunho sobre a sua beleza...

Beijo

rosa-branca disse...

Maravilhoso querido poeta, como sempre. Deixaste-me com um cisco no olho. Amei demais. Beijos com carinho

Ana Freire disse...

Uma saudade sempre contínua... de quem se ama... é mesmo uma belíssima forma de descrever o amor...
Palavras sempre inspiradas, Jaime, que nos encantam do princípio ao fim, dos seus poemas...
Mais um poema lindíssimo!
Beijinho! Continuação de uma boa semana!
Ana

Jaime Portela disse...

============================================================

Caros amigos, obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar um novo poema. Espero que gostem.
Continuação de boa semana para todos.
Saudações poéticas.

============================================================

Teresa Almeida disse...

Bem hajas por mais um hino à vida!
Beijo.