Translate

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Quero soltar-me prisioneiro


Quero soltar-me prisioneiro
na vontade dos teus lábios,
na verdade crua
do teu grito açucarado,
no feitiço aos teus olhos
costurado com sorrisos de criança.
 
Quero afogar-me a pairar
na coragem distraída dos teus medos,
no vaso de fados dormente
da tua cama de linho,
na garganta que me chama
muda de assombro e ternura.
 
Quero enrolar-me em sossego
na desordem dos teus muros derrubados,
na nobreza engalanada
dos teus seios erguidos,
na fervência do teu corpo
em murmúrios de mulher.
 
Quero despir-te e deitar-me
na poesia nua de metáforas,
quero ser o reverso
no verso do poema que há em ti.
 
Jaime Portela
 

58 comentários:

Karocha disse...

Uma beleza Jaime

Bfs


Bjocas

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Um querer prisioneiro a esse desejo absoluto.
Adorei Jaime.
Bjs,obrigada pela visita.
Carmen Lúcia.

tulipa disse...


Olá Jaime

Mais um poema fabuloso

só de o ler, deu-me inspiração

Também me quero soltar
das pessoas tóxicas
que me rodeiam
na verdade crua
do meu grito enlouquecido

Quero conquistar
a coragem dos meus medos
no oásis do deserto
da aventura que me chama

Quero enrolar-me em paz
em murmúrios de silêncio!

....

Não tem a sensualidade das palavras
sempre presentes nos teus poemas.

Aproveito para agradecer a tua visita
e o comentário deixado.
Pois é bem verdade o que dizes
A vida só é completa com as experiências que vivemos.
Algumas delas nada agradáveis
Mas VIAJAR para mim é sempre agradável
e viajar é uma das formas de coleccionar muitas experiências.

Jaime fica bem.
Beijo.

Daniel Costa disse...

Jaime
Na medida em que a poesia sé o reflexo do amor, em todas as suas vertentes, utilizando metáforas, deixas sempre poemas lindos e ao mesmo tempo, saborosos e apetecíveis de entender.
Veja e comente o post
Cidade de NATAL – A OCUPAÇÃO HOLANDESA
http://amornaguerra.blogspot.pt/
BRASIL: SORRISO DE DEUS.

Abraço

Marta Vinhais disse...

A desordem da paixão, o despertar da sensualidade....
Em murmúrios escritos na pele que liberta e prende....
Gostei muito...
Beijos e abraços
Marta

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Poeta Jaime Portela De Viana do Castelo, / O teu poema é mui belo /
Dada a arte que revela. / Há poesia – e é bela / Por abrangente e singelo /
Tema, que em paralelo / Versa bonança e procela. / E quer no altar ou cama, /
Expõe que quando se ama / Ama-se de qualquer jeito. / Estar doente de amor, /
É a carne ser, sem pudor, / Da forma que a alma queira.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Parapeito disse...

Quente e sensual.
"quero ser o reverso
no verso do poema que há em ti."
Que mais se pode desejar!
Brisas doces **

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...


Poeta Jaime Portela De Viana do Castelo, / O teu poema é mui belo /
Dada a arte que revela. / Há poesia – e é bela / Por abrangente e singelo /
Tema, que em paralelo / Versa bonança e procela. / E quer no altar ou cama, /
Expõe que quando se ama / Ama-se de qualquer jeito. / Estar doente de amor, /
É a carne ser, sem pudor, / Da forma que a alma queira.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Brisa disse...

Meu querido amigo Jaime
Fiquei enfeitiçada ao olhar,cada frase tua... É uma chama de paixão...
E murmurando leio-te, nesta poesia dos sentidos,onde não há apenas paixão,como também há amor...

Jaime...vim do meu blog agora :)
Obrigada pela tua tão querida visita e,fico feliz por teres gostado da música
Bjo e como se está a aproximar o fim de semana desejo que o passes bem

graça Alves disse...

Ficou muito bonito, Jaime, como sempre!
beijinhos

Cidália Ferreira disse...

Um poema soberbo!

Beijo de boa noite

Emília Pinto disse...

Um poema, talvez não, mas um verso, qualquer um é capaz de ver e sentir num acto de amor, seja ele de que natureza for.Na mulher, no homem na criança o amor deve ser sempre uma poesia , mesmo não escrita, sentida tem de ser; há medos, há insegurança, há desordens nesta tentativa de se viver um amor intenso, um amor perfeito, pleno de prazer, de satisfação pessoal. Ha que ter coragem para o viver com intensidade, mesmo sabendo da complexidade que é este sentimento maior; não devemos ser prisioneiros de amor algum; solto e livre ele deve sair da nossa alma e inundar os outros, afogando-os num mar de serenidade e sossego, num mar de prazer, de extase, enfim... num mar de poesia. Pode até ser num rio e mesmo num rio sem margens, mas o que importa é que se sinta o verdadeiro prazer do amor e, amigo, não tenhamos medo de nos afogarmos, pois haverá sempre um ser amado que nos salve. E um poeta tem sempre a melhor sensação desse enorme amor, nem que seja na ponta do lápis que, com sabedoria, alinha cada palavrinha de uma maneira maravilhosa. Quisera eu ter essa capacidade, não a de amar, mas a de saber alinhar em versos esse sentimento. Tu tens e...parabéns por isso, Jaime. Um beijinho e obrigada
Emilia

A Nossa Travessa disse...

POST MERD; OOPS, MEDIEVAL

Hoje não venho comentar. Só venho informar que tal como tinha anunciado, acabo de postar um texto de minha autoria intitulado A Távola Redonda e as justas medievais do século XV onde tento utilizar a escrita coeva. É preciso dizer que o artigo tem surtidas até anos bem diferentes. Só um maluco como eu se meteria – e meti – nesta trapalhada
Henrique, o Leãozão

Amara Mourige disse...

Um belo e sensual poema!
Abraços
Amara

PÈTALA disse...

Poema onde o amor e a ternura
Vão caminhado de mãos dadas,
Mostrando toda a sua doçura
Com as almas entrelaçadas!

A poesia no seu melhor!

Gostei muito.

Abraço

Jorge Lynce disse...

Jaime,
Este poema está simplesmente fantástico...

Arco-Íris de Frida disse...

No amor, ou quando amamos, a liberdade é relativa, pq quanto mais gostamos, mais presos ficamos a pessoa que amamos, mesmo que essa pessoa nos de total liberdade... e vc descreveu isso lindamente... esse ser "prisioneiro" do amor...como sempre poema belissimo...

Beijos...

Zélia Chamusca disse...

Poesia nua de metáforas não está, mas, está sim nua em sensualidade.
Parabéns!
ZCH

lua singular disse...

Oi Jaime,
É tão bom ser prisioneira de um amor, enlouquecer nos seus abraços, despir as impurezas da vida num mar, com ondas rasas e a lua sorrindo.
Saudade da praia
Beijos no coração
Lua Singular

Maria Rodrigues disse...

Intenso, apaixonado e belo.
Um abraço
Maria

Dorli Ramos disse...

Oi Jaime,
Meus pais morreram perto de mim no hospital. Que horror. Que dor.
Beijos
Minicontista2

Andreia Morais disse...

Sempre maravilhoso. Adorei!

r: Muito, muito obrigada.
Bom fim de semana

Helena disse...

Aos amigos queridos: deixei um pequeno mimo no meu blog como agradecimento por toda a solidariedade que recebi nestes tempos tão difíceis.
Quando puderem, por favor, passem por lá!
Meu carinho a todos!
Helena

Maria Eu disse...

Poema da paixão absoluta!

Beijinhos, Jaime :)

Teresa Isabel Silva disse...

Adorei, está muito bonito!

Bom fim-de-semana!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

O que resulta da sensualidade é uma preciosidade Poética.
Querer, é a força que edifica e conduz á realização.
Amei.


Abraço
SOL

Ana Simões disse...

Olá amigo Jaime.
Há quanto tempo não navego por este rio sem margens, onde sem limites me deixo levar por tão belos poemas entre metáforas e poesia.
LINDO !!!
Muito bom fim de semana.

Ivone disse...

Lindos versos, o amor é inspirador, enleva e nos envolve!
Amei ler amigo poeta Jaime!
Abraços apertados!

Andreia Morais disse...

r: Concordo :)
Obrigada e igualmente!

Graça Pires disse...

Não é uma miragem esse rumor sensual que o poema nos oferece e onde sublinhas o sentido das palavras e dos sonhos...
Gostei muito, Jaime.
Um beijo.

Lilazdavioleta disse...

Um óptimo poema .

"quero ser o reverso
no verso do poema que há em ti.". . Gosto muito .


Um beijo e boa semana ,
Maria

Pedrasnuas disse...

Simplesmente maravilhoso!

Quero despir-te e deitar-me
na poesia nua de metáforas,
quero ser o reverso
no verso do poema que há em ti.

Delicioso...
( Gostei muito do comentário que deixaste no sei_lá)___ !
Bom domingo, JP
Beijo

Gracita disse...

O amor, a ternura e a sensualidade caminhando juntos num versejar ímpar
Gostei de te ler amigo Jaime
Um domingo leve e perfumado
Beijos

Rosa Mattos disse...

Um primor! Parabéns, Jaime.

Suzete Brainer disse...

Muito belo o teu poema,
no teu belo estilo de
qualidade sempre, poeta!

Um bom domingo, caro Jaime.
Beijo.

Daniela Silva disse...

Perco-me nos teus poemas! Lindo

Beijinho,
Daniela Silva
❀❀Diamonds In The Sky | Daniela Silva❀❀ ❀❀Facebook: Daniela Silva | Blog Oficial❀❀ ❀❀Instagram: Daniela Silva❀❀

✹ AMIGO SECREDO | SABE COMO PARTICIPAR✹
❝ Há um post novo todos os dias!❞

Aninha Ferreira disse...

liberdade e importante :) por isso que se solte...

M. disse...

Delícia de poema!!!
Boa semana :)

Beatriz disse...

Muito bacana como o amor faz palavras belas chegarem a todos nós!!!

Tenha uma ótima semana!

Bia

Mariazita disse...

Com a sensualidade à flor da pele, mas sempre na medida certa... ler-te é sempre um deleite.

Voltei, sim, mas ainda "a meio gás" :)))

Votos de uma semana muito feliz, amigo Jaime.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Arte & Emoções disse...

Olá Jaime! Eis que mais uma vez nos brindas com mais uma das tuas belas criações. Poema profundo e dotado de uma boa dose de sensualidade.

Abraços,

Furtado.

CÉU disse...

Ora, umas mudanças na opção comentários e escolheu uma janela para nos pormos a apreciar a sua bendita "prisão", que por vezes, e "infelizmente" se abre, ou seja, muda de rota.

O título do seu FABULÁSTICO (eu sei k não existe este adjetivo, mas é para dar ainda mais ênfase) poema/vontade é uma antítese perfeita e até me "assustei" ao le-lo, porque fiquei cogitando conjunturas, outras.

QUERO, QUERO, QUERO, QUERO predomina nos seus sentires, mas enrolar-se em sossego, não é fácil, nem é para todos.

Bem, estou um bocado "baralhada" e enlevada em toda esta ebulição carnal, k quer ser reverso de um verso, basta um(?), que há nela. Simplesmente divino!

Sabe que gostei muito ou é preciso dizer-lho? Eu sei que as palavras são sempre importantes para nós e para o outro, e qdo nos estamos a afogar (não quero nem pensar, pke o Design do seu blogue representa um rio e ainda por cima sem margens e eu não sei nadar, nestas águas, nem noutras) ainda mais.

EXCELENTE ESTA "INUNDAÇÃO" FÍSICA E LÍRICA!

Beijos e boa semana.

PS: não há, por enquanto, novidades no meu blogue.

Pedro Coimbra disse...

Simplesmente maravilhoso.
Aquele abraço, boa semana

Maria Luisa Adães disse...

Belo poema!

Agradeço a visita nos "7degraus"

O tempo passa
a vida se modifica
se escreve menos
e não se encontra nada

E o tempo continua correndo
e é impossível controlar o tempo
e voltar
nos perdemos no caminho...

Mas adorei saber que continua escrevendo
e se lembrou de mim!

Maria luísa

luar perdido disse...

Um corpo de mulher, onde podes descobrir os sossegos e os desassossegos dos muros que derrubas com a beleza, sensualidade e suavidade da tua poesia.
É, em boa verdade, uma poesia nua de metáforas perante o verso que encontras na ternura da entrega.
Fabuloso poema querido amigo, fabulosamente doce e terno.

Beijo de luar.

rosa-branca disse...

Meu amigo e quem é que não quer tudo isso? Adoro todo o poema mas o final é de mestre. Amigo Jaime tem uma boa semana e beijos com carinho

Berço do Mundo disse...

O amor inspira sempre palavras fortes, por isso é o tema favorito dos poetas.
Também eu me perdi deste seu cantinho, mas regresso com prazer e regressarei sempre para retribuir uma visita tão amável como a sua.
E regressei para constatar que pairam por aqui ondas tão fortes como as outras, da Costa da Morte...
Abraço, uma excelente semana
Ruthia d'O Berço do Mundo

Ana Freire disse...

O amor... no qual nos desejamos afogar... e que nos dá a razão e o sentido do nosso viver...
Como sempre, um poema belíssimo de qualidade excepcional... para ler e reler...
Beijinho! Continuação de uma boa semana, Jaime!
Ana

Minhas Pinturas disse...

Olá amigo Jaime você é o Mestre seja lá qual for o tema de seus poemas, são todos maravilhosos. Gostei muito parabéns.
beijinhos, Léah

Teresa Almeida disse...

Confesso-me enrolada no teu poema, Jaime. Uma arte que me transpira.
Abraço.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, poema repleto de bom sentimento, é belo.
Resto de boa semana,
AG

Jaime Portela disse...

============================================================

Caros amigos, obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar um novo poema. Espero que gostem.
Continuação de boa semana para todos.
Saudações poéticas.

============================================================

© Piedade Araújo Sol disse...

eu diria que já tinha comentado este poema, mas, deve ter-se perdido algures.
poema sensual e terno onde o autor enaltece a sua Musa e os seus sentires.
uma bonita maneira de poetar, acho eu.
beijinhos JP
:)

Majo Dutra disse...

É exatamente assim, uma boa paixão...
Um poema lírico e sensual, muito expressivo e belo.
Abraço, Amigo.
~~~~~~~~~

Princesa do Mar disse...

Olá, Jaime!
Ainda não tinha tido a oportunidade de o visitar, até porque fiquei um tempo em silêncio por motivos de saúde. Regressei ao meu blogue e agora estou a retribuir muitas visitas simpáticas que navegaram no meu mar e escutaram as brisas murmurantes do meu coração.
Gostei muito do seu poema, uma sensualidade poética cheia de beleza onde as metáforas são protagonistas.

Um beijinho*

Princesa do Mar disse...

Afinal queria retribuir a visita a António José Batalha, mas fico contente por ter encontrado um Jaime Poeta, através do António. :-)