Translate

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Campinos de touros distraídos



Na ternura da lezíria,
ao pôr-do-sol mais dourada,
somos campinos de um paraíso
feito de planícies de touros distraídos.
Caminhamos descalços
sobre arrozais de beijos
com vontade de atirar pedras
ao rio de gaivotas previsíveis.
Olhamos lerdos
o mar de pardais
a desenhar azinheiras adormecidas
no sonho cansado da lezíria.
Mas há quem diga
que trazemos a primavera
no corpo e na rosa
que queremos florir.
E que transportamos no sangue
o vinho maduro onde o nosso desejo
se quer rever e brindar.
Mas talvez sejamos apenas
campinos de touros distraídos.



Jaime Portela


50 comentários:

redonda disse...

Gostei muito deste poema, nele aparecendo a palavra Primavera fez-me pensar no Verão

um beijinho e bom fim-de-semana

Gábi

Célia Rangel disse...

Uma bela leitura reflexiva, que nos mostra claramente, a nossa aceitação pelas mesmices que nos contrariam, e delas não nos livramos...
Abraço.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Que lindo quando existe um amor nesse campo tão dourado como um paraíso em que trazem a primavera no corpo e na rosa,para mutuamente deixarem florir esse sentimento.
Parabéns Jaime,pela construção de um poema maravilhoso.
Bjs e obrigada pela visita.
Carmen Lúcia.

Andreia Morais disse...

Que bonito poema!

r: Recomendo, vale a pena visitar :)
Obrigada e igualmente*

lua singular disse...

Não Jaime,
Vocês são pessoas legais e você através de lindas metáforas nos traz saudades e encharca nossos corações com ternuras.
Amei
Beijos
Lua Singular

Aline Goulart disse...

"Mas há quem diga
que trazemos a primavera
no corpo e na rosa
que queremos florir."

Amei esse verso, pois sou filha da primavera e, apesar dos pesares, levo essa estação no coração por todo ano (analogicamente falando).

Linda poesia.

Beijinhos.

Cidália Ferreira disse...

Fantástico poema! Como sempre.

Beijo

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Lindo demais sua poesia,Amigo Jaime.Comparações excelentes e fala de primavera que adoro.

seu blog está na minha lista de Blogs a visitar,à direita do meu,com seu nome. Recebo suas atualizações de posts.

Não sei se tem o meu nessa lista de blogues.Ou como sabe se publiquei algo novo.

Mas existe novas postagens no meu espaço,amigo.

Feliz noite de quinta_feira

Abraços

Donetzka

Blog Magia de Donetzka

Smareis disse...

Boa noite Jaime!
Um poema lindamente escrito.
Desejo que o mês de setembro seja de muitas bênçãos em sua vida.
Abraços e sorrisos!
Um ótimo fim de semana!

Larissa Pereira dos Santos disse...

Poema bem profundo Jaime! Dá pra refletir bastante!
Não é qualquer um que escreve uma obra dessa, parabéns!
Bjs ótimo fim de semana!

Marta Vinhais disse...

Florir, renascer, reencontrar o desejo, a vontade, a esperança.... no tempo que passa sem que se dê conta...
Lindo...
Obrigada pela visita....
Beijos e abraços
Marta

Agostinho disse...

"Mas há quem diga" ou até insinue as paisagens propiciadoras. O poeta percorre-as e vive-as em prelúdios de desejo.
Gostei da viagem vagarosa e plana por caminhos sem pressas.
Abraço.

Pedro Coimbra disse...

Fez-me ir até à lezíria, imaginar os cavalos e a beleza da paisagem.
Aquele abraço, bfds

luar perdido disse...

Num caminho para o Outono este toque de flores e cheiros da planura Ribatejana traz a frescura de Primaveras sonhadas, de Primaveras vividas na quentura do sangue fervilhante e amante.
Sejam corações latentes e apaixonados, ou apenas "campinos de touros distraídos", o importante é que a vida flui e se sente nos "arrozais de beijos" que crescem nas tuas palavras.
Um poema saltitante, querido amigo.

Bom fim de semana.

Beijo de luar

Daniel Costa disse...

Jaime Portela
Nova boa e interessante composição poética. A imagem de campinos distraídos é passível de se aplicar bem aos poetas, Talvez mais aos seus possíveis leitores, sobretudo os que precisam de interpretar bem certas metáforas, como as que usas.
Abraço

dinapoetisadapaz disse...

Um poemeto soberbo expressando beleza metafórica nessa viagem sobre as planícies adormecidas.
Tenha um ótimo fim de semana.
Grande abraço amigo Jaime!

Graça Pires disse...

Gostei da ideia de caminhar descalça sobre arrozais de beijos com vontade de atirar pedras ao rio de gaivotas previsíveis... E campina me senti...
Um beijo, Jaime.

alfacinha disse...

palavras lindas gostei de ler o seu poema
obrigado

Profª Lourdes disse...

Boa tarde amigo!

Mais um lindo poema! na leveza e na paz dos campos, somos campinos enviados por Deus, embora muitas vezes ao invés de cuidarmos dessa beleza, destruímos, agindo como touros bravos.
Com desejo de muita paz, para que seu fim de semana seja abençoado, deixo esse lindo pensamento de Roupa Nova “A vida tem sons, que pra gente ouvir precisa aprender a começar de novo. É como tocar o mesmo violão e nele compor uma nova canção”.
Abraços da amiga Lourdes Duarte.

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Compor assim, Jaime, dá prazer, alegria e, sobretudo, acrescenta Vida á Vida.
Metafóricamente delicioso.


Abraço
SOL

Elza Interaminense disse...

Amigo passei para lhe desejar um mês de setembro feliz, com muita saúde e amor.
Deixo esse pensamento de um autor desconhecido.

“Setembro chegou, Mês da Primavera e Mês do Amor,
Do Amor que brota com as Flores, das Flores que brotam o perfume.
O cheiro e o perfume das Flores,brotam com a Primavera,
É a estação mais bonita do ano, É a estação que a gente espera.
Porque Ela perfuma a Alma, inspira Poetas e Escritores,
Para criar belas poesias, para amigos e para os Amores.
Amores que vem e que vão, Amores que inquieta o coração,
Amores que trazem lembranças, Amores que causam Paixão.
Quando chega a Primavera, de boas coisas me lembro,
É a renovação da vida, que chega com o mês de Setembro”.

Abraços da amiga Elza

Elza Interaminense disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Elza Interaminense disse...

Desculpa amigo! Não ter corrigido a a palavra inicial amigo.
Delete por favor.

Elza Interaminense disse...

Amigo passei para lhe desejar um mês de setembro feliz, com muita saúde e amor.
Deixo esse pensamento de um autor desconhecido.

“Setembro chegou, Mês da Primavera e Mês do Amor,
Do Amor que brota com as Flores, das Flores que brotam o perfume.
O cheiro e o perfume das Flores,brotam com a Primavera,
É a estação mais bonita do ano, É a estação que a gente espera.
Porque Ela perfuma a Alma, inspira Poetas e Escritores,
Para criar belas poesias, para amigos e para os Amores.
Amores que vem e que vão, Amores que inquieta o coração,
Amores que trazem lembranças, Amores que causam Paixão.
Quando chega a Primavera, de boas coisas me lembro,
É a renovação da vida, que chega com o mês de Setembro”.

Abraços da amiga Elza

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Parabéns novamente por essa pérola de poema,Jaime.

Seu blog está na minha lista de Blogs a Visitar,à direita do meu,com seu nome.

Recebi como post novo e reintero minha admiração,pois amo poesia.

Existem posts novos no meu blog.

Feliz setembro e ótima noite de sexta-feira

Abraços fraternos

Donetzka

Blog Magia de Donetzka

Tais Luso disse...

Ontem estive aqui lendo pela primeira vez e também gostei muito do verso que diz...

'Caminhamos descalços
sobre arrozais de beijos'...

Porém todo o poema é belo, amigo Jaime! A sua marca é única.
Um ótimo fim de semana.
beijo.

Karocha disse...

Belíssimo poema , Jaime


Bfs


Bjocas

Ana Freire disse...

Convenientemente distraídos... ou sabiamente distraídos?... Mas distraímo-nos muito facilmente... é um facto! Somos também um povo de eternos sonhadores...
Mais uma brilhante inspiração, que dá que pensar!... Possibilitando uma extensão que se poderá fazer por analogia, à alma lusitana...
Gostei imenso do poema! Beijinho! Bom fim de semana, Jaime!
Ana

Gracita disse...

Caminhando por arrozais de beijos... o prenúncio da primavera a florir
Muito lindo este teu poema Jaime
Um abraço e uma feliz semana

luna luna disse...

ou quem sabe, sábios poetas que sabem que o tempo do coração e da alma são eternos
bjs

Poemas em dó menor disse...


Viver entre arrozais de beijos e um mar de pardais, deveria nos bastar, mas nem sempre é assim, pois podem se tornar tediosas também.

Poema de belíssimas metáforas, Jaime.Como sempre.Bjs

Majo Dutra Rosado disse...

Gostei desta criação diferente, em género de alegoria...

Um paraíso assaz diferente e muito especial, onde até

poderia ser sempre primavera...

Aplaudo o estro.

Abraço, Amigo.
~~~~~~~~~

Elza Interaminense disse...

Amigo, minha visita hoje é para desejar-lhe uma noite de paz e um amanhecer para um início de semana com saúde e felicidade.
Abraços

Lilazdavioleta disse...

Gosto de todo este jogo de palavras ,que nos dá um belo poema .

Mas cuidado , que a nossa " distracção " não nos leve a considerar o touro um animal
próprio para brincar num jogo chamado " touradas " .

Uma boa semana , Jaime ,
Um beijo ,
Maria

Louraini Christmann - Lola disse...

Pois o desejo se revê...
Se brinda...

abraço
Lola

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Encantado com a delicadeza a do meu amigo!
Abraço

Arte & Emoções disse...

Olá Jaime! Belo e profundo o teu poema. Adorei!

Abraços,

Furtado.

Teresa Isabel Silva disse...

Bonitas palavras!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Lucia Silva disse...

Lindo poema que nos atrai pela sua estrutura bem feita e poética e por nos levar a uma reflexão.
Abraços e uma semana feliz!

saudade disse...

Saudades de te ler...
Lindo como sempre.
Beijo de...
Saudade

Maria Rodrigues disse...

Belissimo poema!
Um abraço
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema que nos deixa a pensar
mas, eu acho que na sua dualidade existe muita ternura

e essa dos arrozais de beijos, achei o máximo

beijinhos

:)

Anónimo disse...

Arrozais de beijos...mar de pardais...azinheiras adormecidas...um autêntico vendaval de carícias. Amei demais.Jaime, boa semana e beijos com carinho

Lrat.

Pedro Luso disse...

Caro Jaime gostei muito deste seu poema, que que tem belos versos como estes, que peço licença para transcrevê-los:

"Mas há quem diga
que trazemos a primavera
no corpo e na rosa
que queremos florir."


Um grande abraço.
Pedro

Jaime Portela disse...

*******************************************************************************

Caros amigos, obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar um novo poema. Espero que gostem.
Continuação de boa semana para todos.
Saudações poéticas.

*******************************************************************************

graça Alves disse...

Muito interessante, Jaime!
bj

Louraini Christmann - Lola disse...

Pois é, logins, senhas...
Tenho tanto medo de não ser mais eu mesma.

abraço
Lola

Fá menor disse...

Distraídos ou não, ousemos desenhar primaveras na lezíria.

Boa semana, amigo Jaime!

Beijinhos

Odete Ferreira disse...

Já tinha lido mas o tempo tem sido de viver e cuidar dos afetos...
Um poema idílico, de sensações e de sentires, fortes, como só os amantes sentem. Belo!
Bj, amigo

Teresa Almeida disse...

És mestre em explorar a intimidade da vida.
Beijinho.