Translate

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

O sol que a tua sombra incendeia

Já caminhei descuidado, em paz,
mas numa luta furtiva contra a ordem, corrupta,
da ditadura que se desmoronou antes da revolta.

Passeei-me pela guerra, amena,
de gritos embriagados na desordem de processos
de revoluções em curso jamais alcançadas.

Também fui fugitivo de práticas embotadas,
de tantas rezas estéreis como de juras surdas ao juízo
em confrarias fartas de talentos boçais.

Até passei fome de palavras interditas,
que não de sardinhas, que não de pão,
ainda que não soubesse pescar
nem tivesse provado o pão que o diabo amassou.

Agora, espero por ti, democraticamente, sem paz
nem revolta, sem rezas nem clamores de antigamente,
sem direito à fome que tenho do teu olhar
de Maria espontânea, ainda que não tenhas o dever
de iluminar o nosso azul sempre inacabado.

Até lá, resta-me o sol que a tua sombra incendeia.


Jaime Portela

43 comentários:

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Fantástico... e que nunca nos falte o sol nas nossas vidas!
Abraço

Teresa Almeida disse...

O teu poema parece dizer que, após a travessia de vários estados de alma, há uma aterragem onde a fome sustenta e a sombra incendeia.

Parece um estado onde o interdito é faiscante.

Beijos.

Brisa disse...

Meu querido Jaime

Agora nem sei como te comentar...só sei que,
Tu incendeias...
Tu elevas...
Tu sopras o grito...
e...
Solta sempre as palavras que estão na tua alma.
O sol brilha dentro do teu coração.

Bjo e se não nos virmos por aqui...Desejo-te um Natal muito Feliz

O Poeta disse...

Muito intenso, mas bonito.

Nal Pontes disse...

Poema mais que inspirador. Amei ler tudo isso. Abcs

luar perdido disse...

Abençoada a sombra que incendeia o sol do Poeta.
Depois de lutas, guerras, fomes, desordem e interdições; A paz, a esperança e a expectativa inundam de novo a vida.
Belo poema Jaime. Que nunca percas esse sol especial na vida.
Resto de boa semana.
Um Feliz Natal para ti também querido amigo.

Cidália Ferreira disse...

Fantástico poema, este! Amei

Beijinhos

Fá menor disse...

Que o sol nos possa sempre trazer a sombra de Alguém.

Se eu não voltar antes, deixo desde já os meus votos de umas Boas Festas de Natal, cheio da Luz do Sol Maior.

Beijos

PÈTALA disse...

Caro Jaime,

Tudo o que incendeia
Ditoso em seu clamor
Naquilo que o rodeia
Ele se mostra em amor.

Bem concebido, e belo como sempre!

Bom fim-de-semana com desejos de feliz Natal

Abraço


Marta Vinhais disse...

O Sol brilha em cada uma destas palavras....
A esperança de tudo o que nos sufoca agora desapareça...
Obrigada pela visita...
Desejo um Feliz Natal...
Beijos e abraços
Marta

Pedro Coimbra disse...

Como sempre, simplesmente maravilhoso.
Votos de um Santo Natal e de um Maravilhoso 2017 para si e família

Suzete Brainer disse...

Um poema lindo, sentido e inspirado para
a sua netinha Maria (lembro de outro poema seu
oferecido para ela...): "o sol que a tua sombra
incendeia".
Parabéns por este belíssimo poema, amigo Jaime.
Deixo os meus votos de feliz natal em harmonia
para você e família e junto com o Sol Maria
a iluminar todos...
Beijo.

lua singular disse...

Oi Jaime,
Adorei o seu clamor
Deu pra ver que em todos os países tudo é igual.
Beijos no coração
Lua Singular
Dê um pulo no minicontista: Hoje estou pior que ferro incandescente- Falo do Papai Noel.

Majo Dutra disse...

Uma maravilha, Jaime!
A evocação de tempos duros e difíceis é uma forma de catarse útil
nesta época em que é habitual fazer uma avaliação...
Do tempo jovem ao tempo de pai a dobrar, sem direito ao convívio
integral com a muito amada neta, conformando-te com o sol que a sua
sombra incendeia...
Muito belo, querido Amigo.
Uma Quadra Natalícia muito feliz.
Abraço, Poeta.
~~~~~~~~~

Emília Pinto disse...

Guerras noutros tempos, revoltas pela liberdade, trabalho árduo para derrotar a fome, fome de pão, de conforto, de afectos; tudo passou para alguns, muita coisa continua para tantos outros, para tantos que, ansiosamente esperam que um Menino nascido sem conforto lhes traga, pelo menos a esperança de um dia terem esperança de que a vida melhore, com pão, com paz, sem medo do canhão. E nesse dia em que se celebra o nascimento desse Menino, tenhas à tua mesa muita alegria, tranquilidade e saúde e que assim seja também em todos os outros dias que a vida te conceder; que a essa mesa estejam todos os que amas. Beijinho
Emilia

Graça Pires disse...

De um percurso duro à claridade das palavras... Muito belo, Jaime!
Um beijo.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, seu belo poema é o sol que que trás paz ao sentimento.
Bom fim de semana,
AG

A Casa Madeira disse...

Lindo!
Passando também para te desejar um bom natal
e uma bela entrada de ano.
Abraços.

Manuel Veiga disse...

pelos caminhos da vida vamos (ou fomos).
e quando nossos passos são a melhor herança que deixamos, tudo está bem!

felicidades para a tua pequena Maria.
e que a vejas crescer em beleza e saúde

abraço, caro Jaime

Agostinho Barros disse...

Que lindo !

www.culturadeescape.blogspot.pt/

Become part of Cultura de Escape World:
Facebook PageBloglovin'Blogs de PortugalGoogle +InstagramPinterest

© Piedade Araújo Sol disse...

JP

notei um certo desalento no poema, mas também posso interpretar com um caminho que se percorreu.

no entanto fecha com uma esperança, que é o sol que resta ...

belas palavras e muito bem conjugadas...

beijo

:)

CÉU disse...

Passado e presente, tudo faz parte da nossa história. A Maria, sua amada neta, está a viver num mundo diferente, apenas isso.

BOAS FESTAS E EXCELENTE ANO NOVO, JAIME!

Beijos para todos vocês.

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

O que doeu mais pelo passado,
Foram os silêncios que calaram
E as omissões que incendiaram
A Alma que está no outro lado.


Feliz Natal
Abraço
SOL

Paulo Alexandre Silva disse...

Marvilhoso raio de sol que por aqui queima de emoção as suas palavras!
Abraço.

Elvira Carvalho disse...

Um poema muito bonito.
Passar fome de palavras é um tormento para o espírito.
Um abraço e Felkiz Natal.

Arte & Emoções disse...

Olá Jaime! Belo, profundo e um um tanto metafórico. Adorei!

Abraços e muita paz para ti e para os teus.

Furtado.

Ana Freire disse...

Uma vida adormecida, por largas décadas... em que falar ou pensar... poderiam ser actos proibidos...
Mudam-se os tempos... fiquemo-nos pelo sol, que a liberdade nos trouxe... apesar de algumas sombras, de quando em vez, sempre descobrirem alguma forma, de voltar às nossas memórias...
Um belo poema, que de alguma forma nos transporta para uma época... antes de Abril de 74...
Belíssimo trabalho, Jaime!
Aproveito para deixar desde já os meus votos de um feliz Natal, para si e todos os seus, com saúde, paz, muitas alegrias e afectos!
Beijinho!
Ana

Smareis disse...

Muito belo esse poema! Gostei muito.
Desejo a você e à sua família um Natal de Luz e um próspero Ano Novo
Abençoado e repleto de alegrias.
Boas Festas!
Feliz Natal!
Feliz 2017!

Andreia Morais disse...

Fantástico, como sempre!

r: Obrigada e igualmente :)

rosa-branca disse...

Já se viveu de tudo um pouco, agora resta-nos a candura dos olhares dos nossos netos que nos iluminam a alma. Amei demais o teu poema. Jaime, boa semana e beijos com carinho

Mariazita disse...

Um belo poema, com o timbre a que já nos habituaste, querido amigo Jaime.

Festas Natalícias muito felizes, com Alegria, Paz e Amor.

Votos de uma semana muito feliz.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Que esse Sol esteja sempre presente em todos nós,é o que precisamos amigo Jaime.
Desejo a você um Feliz Natal e um 2017 repleto de grandes realizações.
Bjs-Carmen Lúcia.

Graça Pires disse...

Um BOM Natal e um Ano novo MELHOR.
Beijos.

VITORIO NANI disse...

Muito intenso, este seu poema, Jaime!
Aproveito para desejar a você toda a sua família, os mais sinceros votos de BOAS FESTAS, FELIZ NATAL E EXCELENTE ANO NOVO, COM MUITA SAÚDE!
Abraços!

Ailime disse...

Boa noite Jaime,
Magnífico poema em que revisita tempos passados marcantes e alguma nostalgia por algo não concretizado.
Beijinhos e feliz Natal.
Excelente 2017.
Ailime

Tais Luso disse...

Belo poema, meu amigo!
Jaime, desejo um belo Natal pra você e sua família, e que 2017 traga muita paz, alegria e metas a realizar. Obrigada, amigo, por essa linda partilha no ano que vai se indo! Obrigada, também, pela sua presença!
Um beijo.

Marineide Dan Ribeiro disse...

No grande palco da vida passam-se os anos,
mudam-se os capítulos, trocam-se alguns atores
e alguns espectadores são substituídos, mas a
verdadeira beleza desta história está nas personagens
que permanecem nas cenas mais queridas.
A todas as personagens que estiveram comigo este ano,
que participam e participarão dos próximos capítulos
de minha vida desejo Boas Festas, Feliz Natal e um
Ano Novo cheio de paz, magia e esperanças!!!

Bjusssssssss

Pedrasnuas disse...

Passamos por caminhos espinhosos, tortuosos e apesar de tudo o que se viveu, houve pelo meio um falso paraíso, um brilho que nos fez acreditar no ouro, a fonte secou e de repente ficamos sem chão! É um tempo demasiadamente estranho e cruel!
Mas, a tua Maria, é outro sol, nesse podes crer! Enquanto te for possível, sente-o !

Amigo JP, FELIZ NATAL, e tens muitas razões para o festejar!

Beijo Natalício.

Ana Tapadas disse...

«Fome de palavras interditas»...que beleza, meu amigo!

Desejo umas Boas festas.
Beijo meu

Jaime Portela disse...

============================================================

Caros amigos, obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar um novo poema, um dia mais cedo que o costume devido à quadra natalícia. Espero que gostem.
Continuação de boa semana e BOAS FESTAS para todos.
Saudações poéticas.

============================================================

graça Alves disse...


Cheguei tarde, mas cheguei :)
Muito bonito, Jaime!
Parabéns!

Agostinho disse...

Dito assim "o sol que a tua sombra incendeiam" fica a ideia do ofício do poeta e da amargura do Intermezzo.
Abraço.

Odete Ferreira disse...

Tudo valeu a pena para ter momentos de luz, sem restrições e em apaziguamento.
É muito bom chegar a este estado magnânimo.
Gostei imenso!
Bj, amigo :)