Translate

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Deste calor que se esvai



Deste calor que se esvai,
cuja falta me irá fazer triste,
dele guardo lenha enxuta
para o inverno, na ideia prevenida
de conservar algum fogo.

Por cada sonho que surge,
derrotados os tremores inevitáveis,
iludo as nuvens,
para não me arrefecerem
na procura de um viver clareado.

Por isso,
quero-te minha
no viço da maturidade, ainda flor,
para que desverdeças comigo
sem o sol-posto ao peito.




Jaime Portela


49 comentários:

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Muito bonito estimado amigo.
Hoje, com um dia de inverno entre nós, mas ele é preciso.
Abraço

Olhar d'Ouro - bLoG
Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

RECOMENZAR disse...

Jaime querido tus palabras me llegan hasta el alma siempre

Os olhares da Gracinha! disse...

O Jaime escreve a sua poesia com subtileza e elegância! bj

Aleatoriamente disse...

Sabe querido amigo Jaime? Te ler é sempre um aprendizado.
O poema é mistura do poeta
A poesia uma memorável existência de fatos sentidos.
Onde a " amada" é vestida de alma
com os adornos do mestre que a encanta
(o poeta)!

Lindo sempre.
Abraço

Ana Freire disse...

Há que saber manter a chama... também, e principalmente, nos Invernos da vida... com vivência... bom senso e sabedoria... consegue-se!...
Belíssimo trabalho, Jaime! Beijinho! Continuação de uma boa semana!
Ana

Larissa Santos disse...

Um poema que é uma perfeita pérola. Adorei :))

Hoje:- Amanhecer inquietado
-
Bjos
Uma noite feliz

Hetero Doméstico disse...

Um reflorescer maravilhoso *_*

Célia Rangel disse...

Esse encontro que se estende à maturidade afaga corações enamorados, que se buscam, sempre e cada vez mais...
Abraço.

Andreia Morais disse...

Maravilhoso poema!

r: Também foi uma estreia. Gostei bastante da história e lê-se com facilidade. Por sorte, encontrei-o a um excelente preço no Porto Bock Stock Fair (5€), porque na Wook, por exemplo, está a 40€

Andreia Morais disse...

P.S. Obrigada e igualmente :)

Cidália Ferreira disse...

Poema soberbo! O meu aplauso!!

Beijos- Boa noite

lua singular disse...

Oi Jaime,
Adorei a última estrofe
Num todo a poesia é linda
Beijos
Lua Singular

Pedro Coimbra disse...

Mais um poema de enorme sensibilidade e beleza.
Aquele abraço, bfds

Gil António disse...

Bom dia. O meu sincero aplauso por tão profundo e brilhante poema.
.
* Adejam pétalas ... como lábios se beijando *
.
Deixando votos de um dia feliz
.

Marta Vinhais disse...

Apesar da chuva.... apesar tudo....
Que os sonhos nunca sejam derrotados....
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Beijaflor disse...

Quem do sonho faz seu viver
Não larga o universo da mão
Tudo o que semeia irá colher
Com o amor sempre em ação!

Boa continuação.

Bom fim-de-semana

Abraço

Manuel disse...

Hola me paso tu blog Anna de Poemias.
Es muy interesante tu blog pasare mas amenudo.

Besos

Manuel disse...

Hola me paso tu blog Anna de Poemias.
Es muy interesante tu blog pasare mas amenudo.

Besos

Suzete Brainer disse...

Muito belo poema, a reverenciar o amor,
no seu espaço precioso, guardado no
coração, como o sol na luz diária...

Um final de semana feliz, amigo Jaime!
Beijo.

Marina Fligueira disse...

¡Pues si, Jaime!

Por pedir que no sea, está muy bien tener ese calorcito joven de varano, para esa otra época de invierno, nada hay imposible, aunque no sea probable.
¡Sabes, a mí me gustaría lo mismo, mas puse el puntal muy alto! Y no entré quien diera la talla.

Es un poema muy atractivo, me ha gustado leerte.
Un abrazo y mi gratitud siempre.

Elvira Carvalho disse...

Gostei de ler, amigo Jaime.
Abraço e bom fds.

Lucinalva disse...

Olá Jaime, belo poema, abraços.

Majo Dutra disse...

Fruto maduros são mais doces...
Criativo e amoroso, como sempre...
Abraço, Amigo
~~-

Minhas Pinturas disse...

Linda sua poesia é bem importante manter a chama do amor ao longo da convivência, nem que seja em fogo brando.
Beijinhos, Léah

Diana Fonseca disse...

Está difícil para o calor voltar mas gostei do poema.

Ontem é só Memória disse...

Muito bonito o poema!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Pedrasnuas disse...

Belo poema, bonito pedido!Gostei muito, como sempre!

Um excelente fim de semana amigo, Jaime!

Beijo

Olinda Melo disse...

Um inverno da vida bem acompanhado, colhendo os frutos maduros da experiência e vivências. Importante saber plantar durante esse percurso para que haja o que recolher.

Amigo Jaime, desejo-lhe um bom domingo.

Abraço

Olind

Teresa Almeida disse...

Guardar o fogo para o esplendor do entardecer. Que maravilha!
És sempre brilhante!

Beijo meu.

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

A tua sensibilidade, encanta. O Poema diz o demais...

Abraço
SOL

Graça Pires disse...

"quero-te minha
no viço da maturidade, ainda flor,
para que desverdeças comigo
sem o sol-posto ao peito."
Gostei tanto disto!
Uma boa semana.
Um beijo.

BETONICOU disse...

Oi Jaime. Que o dia nunca anoiteça para os que se amam de verdade. Lindo poema meu amigo. ótima semana. Abraço>

teresa dias disse...

Olá, Jaime!
Misteriosas palavras num poema de amor perfeito.
Gostei muito!
Abraço e boa semana.

Andre Mansim disse...

Linda poesia meu amigo.
Você sabe dosar as palavras, sendo romântico sem ser brega.


Muito bom!

Manuel Veiga disse...

caro Jaime
quando a lenha é boa para a fogueira
até as cinzas aquecem, diz-se aí no norte...
enfim, dizia-se...

gostei muito do poema - o frio a todos acontece!

forte abraço

Mar Arável disse...

Tudo pelo melhor mesmo na perfeição

Poemas em dó menor disse...

Um poema para aquecer a alma...

Belo, Jaime.

Beijinho.

lua prateada disse...

É bom conservar algum fogo.

Por cada sonho que surge,

Muito lindo Jaime, gostei de ter voltado aqui
Abracito meu

Cidália

Ailime disse...

Um poema de uma enorme sensibilidade e beleza.
Gostei imenso.
Um beijinho e boa semana.
Ailime

M. disse...

Como sempre, excelente e inspirador!!!
Beijinhos

Alegria de Viver disse...

Bom dia amigo Jaime, lá no Alegria de Viver tem um mimo pra vc, se gostar traga para seu blog.
Desculpe a singeleza.
Tenha um ótimo dia. Abraço

Louraini Christmann - Lola disse...

Sobrevivo em meio a dor da perda do filho amado.
Estou me dando o direito de viver o luto como preciso.
Sabiamente, dizia minha mãe, que o luto leva um ano, o
ano das "primeiras vezes", primeiro aniversário sem ele,
primeiro Natal sem ele, primeira virada de ano, primeira
praia... A dor é intensa. Intensa é a saudade...
Perdão pela ausência. Volto aos poucos. Ainda não sei fazer
poesia que não fale na saudade. Mas elas virão. Eu tenho certeza.
E aqui estarei compartilhando contigo.
Muito obrigada pelo teu carinho.

© Piedade Araújo Sol disse...

JP
manter a chama acesa é essencial
mesmo que o inverno chegue (e chega para todos)
seu poema transborda de sensibilidade
saudações poéticas
beijinhos
:)

Jaime Portela disse...

*******************************************************************************
Caros amigos, obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar um novo poema. Espero que gostem.
Continuação de boa semana.
Saudações poéticas.
*******************************************************************************

Odete Ferreira disse...

Lindo o desejo de querer guardar "o viço da maturidade" para mais tarde o sentir vivo, aconchegante; brilhante a forma como o expressaste em verso.
Bjo, Jaime

rosa-branca disse...

E assim, vamos guardando todos os raios de sol, para mais tarde sentir algum calor...quando se consegue guardar e sentir claro. Adorei o poema. Jaime boa semana. Beijo

BETONICOU disse...

Ah que sensibilidade meu caro poeta! Como sempre escreve, e nós somos agraciados pela bela leitura, Abraço Jaime.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Belíssimo poema Jaime!
Muita sensibilidade em cada palavra.
Desculpa em não vir comentar,estava viajando com a minha família.
Bjs-Carmen Lúcia.

Evanir disse...

Bom Dia Amigo.
Com carinho e acima de tudo postei um poema
da sua autoria .
Com tudo rigorosamente correto
fico muito feliz quando posto blogs dos amigos.
Feliz semana.
Deus abençoe.
Evanir.