Translater

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Passei por uma pedra



Passei por uma pedra
e não vi mais que uma pedra.
Olhei de novo,
era apenas uma pedra, era granito.
Voltei a olhar e reparei que tinha quartzo.
E feldspato. E mica.
E achei que nada mais via
naquela rocha perdida.

Mas não,
vi o Azul Bahia brasileiro dos teus olhos,
as Rosas de Monção e Porrinho
separadas pelo Minho,
as Pedras Salgadas e Ruivas
que tantas vezes pisas com leveza na calçada.
E vi as Pretas meninas de Angola
do teu vestido Impala
e o Verde Aquário do teu sorriso
onde me afogo e consolo.

E vi muito mais de ti
nessa pedra que não passa de uma pedra,
ela traz ao meu chão
mosaicos de lembranças
do roseiral Verde Glória que há no teu colo,
muito mais fofo e sedutor que o granito.



39 comentários:

chica disse...

Que linda poesia e quanto a ver nos olhos de quem se ama! abraços,chica

Marta Vinhais disse...

E abre-se o Mundo...
Lindo....
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Excelente e belo poema, gostei e aproveito para desejar a continuação de uma boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Teresa Almeida disse...

Que bonito, Jaime! Um poema tão rico de imagens. Tão colorido!
À partida "a lágrima da preta" veio-me à ideia, mas toda a criação te pertence.

Beijinhos.

Larissa Santos disse...

Um poema que nos enche o coração :))

Hoje, em edição especial:- :- Metáforas de amor (Poetizando e Encantando)

Bjos
Votos de uma óptima Quinta-Feira.

Magui disse...

Que doce.
Ver para além do óbvio.
Beijinho

Ailime disse...

Boa tarde Jaime,
Um poema magnífico.
Apesar de ser uma simples pedra foi uma enorme fonte de inspiração.
Um beijinho.
Ailime

Clara disse...


O nosso Minho todo ele é uma pedra de granito! 😃

«...e o Verde Aquário do teu sorriso
onde me afogo e consolo.»
Também tu nos consolas com frases belas como esta!
Obrigada por mais este belo momento de poesia.

Beijinhos Jaime e bom fim de semana
(^^)

Fá menor disse...

Pode haver um mundo de recordações em cada poiso de olhar.

Beijinhos, amigo Jaime!

Andreia Morais disse...

É sempre inspirador!
Continuação de boa semana

Jornalista Douglas Melo disse...

Caro Jaime,
Nessas tuas singelas palavras, quando viu "o Azul Bahia brasileiro dos teus olhos", talvez tenha tropeçado também em uma pedra Mineira/Itabirana... Pois,

"No meio do caminho tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
Tinha uma pedra
No meio do caminho tinha uma pedra...

Nunca me esquecerei desse acontecimento
Na vida de minhas retinas tão fatigadas
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
Tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
No meio do caminho tinha uma pedra!"
______________________
Carlos Drummond de Andrade

Um abraço meu amigo!!!

Tais Luso disse...

Que bonito, Jaime...para ler muitos vezes:

E vi muito mais de ti
nessa pedra que não passa de uma pedra,
ela traz ao meu chão
mosaicos de lembranças
do roseiral Verde Glória que há no teu colo,
muito mais fofo e sedutor que o granito.

Mais dias bons pela frente!
Beijo.

Anete disse...

Um poema cheio de amor romântico. Versos fortes como o significado de pedra...
Um abraço

Isamar disse...

Quando se ama de verdade, vê-se para além do que os olhos enxergam.
Lindíssima poesia, parabéns!!!
Bom fim-de-semana!
Beijinhos

Isa Sá disse...

Bonito poema. Há sempre algo que podemos ver mais...

Isabel Sá  
Brilhos da Moda

Graça Pires disse...

Quando se olha bem descobre-se tudo o que uma pedra nos pode revelar… Um poema muito belo, meu Amigo Jaime.
Um beijo.

Os olhares da Gracinha! disse...

É que bem olhar pode fazer toda a diferença!!!
Bom fim_de_semana 💐

Cidália Ferreira disse...

Mais um poema de elevado valor!!
-
Soubesse eu, dos grãos de areia, o seu valor {Centenário em Poetizando e Encantando}
Beijo e um excelente fim de semana.

Daniela Silva disse...

Mural da história, e preciso olhar bem, as vezes que forem necessárias.

Beijinhos e bom fim dr semana
danielasilvaoficial.blogspot.com

Pedro Luso disse...

Gostei deste seu poema. “Passei por uma pedra”, amigo Jaime, que se inicia com estes versos

“Passei por uma pedra
e não vi mais que uma pedra.
Olhei de novo,
era apenas uma pedra, era granito.”

Parabéns ao Poeta.
Um bom final de semana, caro Jaime.
Um abraço

Sandra May disse...

Que encantador!
Quando se ama encontra-se o objeto do nosso amor em qualquer coisa ou lugar do universo.
Obrigada por sua visita em Letras que se Movem. Bom final de semana, Jaime!

Olinda Melo disse...


Que bela caminhada, meu amigo Jaime!
E não há como não seguir-lhe os passos
e admirar essas maravilhas que tão bem
projecta no ser amado.

Momento de excelente Poesia.
Obrigada.

Abraço

Olinda

alma disse...


Que bom retornar.

Uma pedra, nem sempre é uma pedra. ela contém todos os sentimentos, todas as cores que quisermos.
Eduarda

Manuel Veiga disse...

fiquei deslumbrado com este extraordinário poema, caro Jaime Portela.

se não conhecesse a qualidade da tua poesia, este poema bastaria para te qualificar como um Poeta de excepção.

grande abraço, meu amigo

Cléo Gomes disse...

Meu caro Jaime, tanto sentimento extraído de uma pedra!

Parabéns pela maestria dos versos!

Beijinhos.

Proseando num dia

SOL da Esteva disse...

Um relato poético sobre os diversos tipos de pedra e os seus lugares de achamento.
Parabéns.



Abraço
SOL

Mariazita disse...

Extraordinariamente belo, este poema!
Li-o duas vezes porque à primeira não se consegue absorver toda a sua beleza.
Não me perguntes porquê... mas fiquei extasiada a ler.
Parabéns, querido amigo Jaime.

Desejo bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Kalinka disse...


Passei por uma pedra
e não vi mais que uma pedra.
Olhei de novo,era apenas uma pedra, era granito.
Voltei a olhar e reparei que tinha quartzo.E feldspato. E mica.
E vi muito mais de ti

AMIGO JAIME
É SÓ OLHOS PARA O AMOR
....

jÁ ESTOU HABITUADA ÀS TUAS MANIFESTAÇÕES DE AMOR

Lindo o que escreves
mais lindo ainda para quem o vive e o sente!

Parabéns!

Caso queiras visitar-me tem posts recentes, aqui:

http://pensamentosimagens.blogspot.com/ 

e, aqui:
http://meusmomentosimples.blogspot.com/  

Bom Domingo
um abraço da Tulipa

© Piedade Araújo Sol disse...

JP

são oa pequenos detalhes que não se vê ao primeiro olhar!

gostei muito deste poema tão belo e com tanto para apreciar nestas palavras escritas com cuidado e elegância.

beijinhos

:)

Majo Dutra disse...

A policromia que um olhar apaixonado vê numa pedra!
E logo surgem espetaculares associações por contraste!
Belo e interessante...
É imprescindível que a criatividade não se esgote.
Uma boa semana, Poeta Amigo.
O meu abraço.
~~~

Emília Pinto disse...

Às vezes pensamos " estar perdidos " nesta vida de altos e baixos, nestes caminhos a trilhar nem sempre retos e lisos, nestas complexas atitudes humanas tão dificeis de entender, nestes amores, desamores, encontros e desencontros, mas...lá chega a hora em que, mais atentos, mais sensatos e ponderados nas nossas acções, acabamos por nos encontrar. É preciso que não passemos pela vida como meros caminhantes, desviando com um pontapé qualquer pedra que nos impeça o passo, mas, antes, dar o nosso melhor em tudo o que nos for dado fazer, caminhar olhando " com olhos de ver " o que a vida coloca à nossa frente, mesmo que sejam pedras....pequenas, grandes ou rochas imensas de duro granito e, acima de tudo, amar, amar e deixar que nos amem, porque esse sentimento é tão, tão importante que, como muito bem escreves, até numa pedra, seja ela, de quartzo, feldespato ou mica, o conseguimos ver. É que as pedras pertencem a natureza, estão lá por algum motivo e não podem ser desprezadas por simplesmente serem pedras e as pessoas, Jaime, sem amor, sem serem capazes de amar, sem aceitarem o amor dos outros , transformam-se em pedras tão duras que nem máquinas as conseguem cortar. As vezes, é inevitável, somos pedras, mas...que sejam daquelas fáceis de cinzelar e que depois ficam tão lindas que as colocamos em casa, em lugar de destaque. Ficaram em destaque, aqui neste belo poema, representando o amor que, nelas, foste capaz de reconhecer. Que assim seja, sempre, amigo! Um beijinho e parabéns
Emilia

Pedro Coimbra disse...

E eu passei por aqui para deliciar os sentidos.
Aquele abraço, boa semana

saudade disse...

Só alguém especial como tu, vê tanta beleza numa simples pedra.
Boa semana
Beijo

teresa dias disse...

"E vi muito mais de ti
nessa pedra que não passa de uma pedra"
Nada escapa ao olhar perspicaz do poeta... Ainda bem!
Jaime, gostei muito!
Beijo, bom semana (mesmo se molhada).

betonicou disse...

Bom dia, Jaime1 Com certeza, um de seus mais belos poemas! Magnifico. Grande abraço.

Humberto Maranduva disse...

Muito mais do que um poema rotinado, caro Jaime. Neste, a riqueza da sequencialidade do sintagma eleva-se a um exponencial inexcedível de criatividade artística, devido às miríades policromáticas de que se reveste a profusão paroxística das metáforas topográficas. Assim, aliado à ternura do recôndito canto, o amor celebra feitos de caminheiro global ao invocar roupagens que se enfeitam com colares de palavras prenhes de conceitos evocativos, extensivos ao mundo das sensações mais aprazíveis, pautadas pela mulher que nos encanta e faz cantar.
Nota máxima. Não consigo disfarçar, quando me sinto rendido por uma notável obra-de-arte.
Abraço e boa semana.

Mar Arável disse...

Há pedras com vida por dentro

Giancarlo disse...

Bellissi la tua poesia.
Buon pomriggio.

rosa-branca disse...

Uma pedra... só o olhar do poeta consegue vislumbrar tal beleza...amei demais o teu poema e o final é de mestre. Jaime, boa semana e beijos com carinho