Translater

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Sejam bem-vindos [353]

 

Sejam bem-vindos,

os nossos serviços funcionam 24 horas por dia,

7 dias por semana e 12 meses por ano.

 

Não se sintam sozinhos.

Façam amigos em todo o mundo

e esqueçam os vizinhos que só dão problemas.

Digam-nos onde moram, onde estão, onde vão,

com quem vão e quando voltam.

Na vossa ausência,

é provável que ninguém assalte as vossas casas.

 

Publiquem imagens, melhoradas ou não,

vossas e das vossas famílias.

Terão milhares ou até milhões de likes

e ninguém vai assediar as vossas filhas,

as vossas esposas ou os vossos maridos,

a menos que se ponham a jeito.

 

Mencionem tudo sobre o vosso dia-a-dia,

para que os vossos amigos

e os amigos dos vossos amigos saibam.

Aceitem os cookies e digam-nos o que compram,

que marcas de roupa usam

e outros gostos e dados pessoais,

em que gastam o vosso dinheiro

e em que partido vão votar nas próximas eleições.

Assim, receberão apenas a publicidade que precisam.

 

Nós garantimos a vossa privacidade,

já que vocês podem selecionar os seguidores

que podem ver os vossos dados e publicações.

E, para além de nós, só os seguidores dos seguidores

poderão receber partilhas desses dados e publicações.

 

Não eliminaremos falsos perfis e notícias falsas,

a menos que isso provoque muita indignação,

porque quase toda a gente mente e,

se fossemos rigorosos,

ficariam apenas meia dúzia de clientes (mas bons).

 

Sejam bem-vindos.

Aqui, gratuitamente, podem saber tudo sobre todos.

E os nossos clientes, que nos pagam, também.

 

 

© Jaime Portela, Outubro de 2021


52 comentários:

chica disse...

Muito bem pensada e bolada tua poesia...
Realmente tuuuuuuuuuuuuuuuuudo está à nossa disposição o tempo todo...
E nossa privacidade???Bom aí é outro assunto!

Adorei! abraços, chica

Mário Margaride disse...

Olá, caro amigo Jaime.
Um texto muito oportuno e atual.
Cada vez mais assistimos a pessoas incautas. Que tudo divulgam e tudo publicam. Depois, ficam expostas a estas situações.

Excelente texto!
Parabéns!

Continuação de boa semana.
Abraço amigo.

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

Fatyma Silva disse...

Que publicação maravilhosa, cheia de verdade. Amei tudo que li aqui e vou deixar meu depoimento pessoal!
Por várias vezes precisei de colo amigo, e foi na net que encontrei, onde desafafei e ninguém me sensurou! já imaginou se fosse com os vizinhos? Teria notícia para mais de mês. rs :) :).

Estou vindo lá da cidade do sol...Tenha um bom dia, Jaime!
Um abraço amigo.

Emília Pinto disse...

Mas que belo tema, Jaime! A única coisa que uso é o blogue e o Whatsapp, porque este permite-me conversar com familiares e Amigos do outro lado do Atlântico, de graça. Fico impressionada com o que as pessoas publicam no tal facebook. Não tenho, mas vejo que não se importam de colocar fotos de filhos, pequeninos e maiores, com aquele orulho de " papás babados " mostrando as habilidades dos seus rebentos, na escola, no parquinho e em casa; parecem ignorar, apesar de noticias medonhas, que as suas criancinhas correm sérios riscos com tamanha exposição. Não consigo entender, mas quemd isse que o ser humano é de fácil compreensão? É complexo e a sua mente pode ser " diabólica " . Um tema pertinente, Jaime! Alertar em forma de poema....
Gostei!
Beijinhos 👍🙏

Marta Vinhais disse...

Uma privacidade em nada garantida...e depois, há oh's e ah'...
Interessante o tema, desenvolvida com paixão...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

" R y k @ r d o " disse...

Publicar imagens da nossa família não me parece ser uma opção correta. Mas pronto..
.
Saudações cordiais.
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Franziska disse...

Es, desde luego, el mundo que nos ampara en los tiempos que nos ha tocado vivir pero... ¿podemos evitarlo? Creo que es posible si nos damos cuenta de la trampa en la que estamos cayendo.
Ha sido un placer. Saludos cordiales.

Lucinalva disse...

Olá Jaime
Ótimo texto, devemos ter cuidado com as redes sociais, um forte abraço.

Tais Luso de Carvalho disse...

A pura verdade brilha no teu poema, Jaime!
Muito criativo, e não deixa de ser um serviço de utilidade pública, também!! Aguardo outros desses, tão criativos!
Continuação de boa semana!
Bjs

São disse...

Óptimo texto!!

Abraço de parabéns, Poeta!

Caterina disse...

Grande verdade. Ciao, uma saudacao calorosa.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Uma critica muito certeira.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

silvia de angelis disse...

Un articolo interessante, e molto utile, da tenere presente in ogni momento...
Buona serata e un caro saluto,silvia

Mariazita disse...

Um manifesto forte, que me parece mais uma chamada de atenção disfarçada.
Sob os doirados e ouropéis, talvez se esconda, bem disfarçado, um polvo que, sempre que pode, estende os seus tentáculos nefastos. E aí, ai dos pobres desprevenidos!
Façamos os possíveis para não sermos atingidos, querido amigo Jaime.

Continuação de boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Lucia disse...

Olá Jaime.Bem criativo seu texto.
Quem dera se assim fosse.
Mas devemos acreditar na minoria
Nos dez dedos das mãos
Dois ou três se salvarão.
Boa noite!
Beijos

Luísa Fernandes disse...

Olá amigo Jaime!
Um tema muitíssimo interessante e bem inspirado. E a verdade seja dita, lá diz o ditado quem tudo quer tudo perde, quem procura likes está sujeito a qualquer dissabor. Então apóstemos na poesia, que está repleta de bela magia.
Gostei muitíssimo querido Jaime.
Beijo saudoso Poético.
Luísa Fernandes

Majo Dutra disse...

Sorrisosssss...
Não basta o que não se evitar, como há pessoas que adoram falar da sua vida e dos seus problemas...
Um alerta de cariz social muito interessante, abrangente e bem construído.
Ótimo fim de semana. Beijo, amigo Jaime.
~~~
Deixei-te uma resposte no Refúgio.
~~~~~~

Maria Dolores Garrido disse...

Jaime, excelente poema, um tiro certeiro num vasto mundo virtual - em que tudo se conta, se mostra, se diz, se espreita...
Faz pensar. E pela expressão, também merece os parabéns.
Boa noite e bom descanso, Senhor Grande Poeta.

Teresa Almeida disse...

Isto é serviço de utilidade pública, como diz a Taís.

Beijo, amigo Jaime.

Fá menor disse...

Pois. Só que não há almoços grátis.
E a liberdade de expressão é cada vez mais coarctada.
Nem é preciso publicar isso tudo, os aparelhos até parece que nos ouvem as conversas em casa.
Por via das 'tosses' apaguei e ocultei quase tudo do 'livro das caras' de pau.

Beijinhos, amigo Jaime.

Salete Bet Cattae disse...

Eu queria te pedir uma coisa, Jaime. Talvez vc possa me ajudar. É importante para mim. Não publique esse comentário

Marli Soares Borges disse...

Boa noite, Jaime!
Você acertou no alvo. É exatamente isso o que temos para hoje. Um serviço de utilidade pública que não para nunca. A bem da verdade, nem falo nas redes sociais, o "quente", o "delator" é o nosso IP, através do qual, o Google monitora todos os nossos cliques e sabe tudo sobre nós. E a não bastar esse Grande Irmão Orwelliano, o povo ainda colabora: entra nas redes sociais e posta um caminhão de coisas desnecessárias a seu respeito. E depois, esse mesmo povo "colaborativo", rsrsss entra na Justiça dizendo que invadiram sua privacidade e pedindo indenização! Claro que não levam, mas eles tentam.

Parabéns pelo poema/texto, muito bem construído. Adorei ler e encontrar o retrato de nossos dias impresso em cada palavra.
Renovo meus parabéns.
Bjs, Marli
-
Blog da Marli

J.P. Alexander disse...

Genial poesía muy reflexiva. La vedad nada es gratis . Te lo compra lo luego de otras formas. Te mando un beso

Pedro Coimbra disse...

Que linda dedicatória ao "Fuças".
Abraço, bfds

Azka Kamil disse...

Grande verdade. Ciao, uma saudacao calorosa.

Beatriz Pin disse...

As redes sociais tenhen tanto de bom como de mão. Efectos secundários hainos em tudo, ata nas vacinas que quase tudo o mundo aceitou.
Mas é certo que somos tão visibles que ja não temos segredos.
Gostei da sua exposisão tam acertada.
Meus desejos de um bom fim de semana.

Graça Pires disse...

Um texto crítico e cheio de ironia. E há pessoas que acreditam e expõem a sua vida toda...
Um bom fim de semana, meu Amigo Jaime.
Um beijo

Rainbow Evening disse...

excellent mirror of current conditions...

Have a great weekend

Salete Bet Cattae disse...

O link do seu email não funcionou.

Eu queria saber se vc ainda tem acesso ao feed dos meus blogs antigos... é que eu precisava de um poema meu que perdi.

Isamar disse...

Infelizmente hoje a vida faz-se publicamente, exposta detalhadamente a quem a quiser denegrir.
Bastante engenhoso este seu poema, parabéns!
Querido Amigo Jaime que o seu fim-de-semana seja muito feliz.
Beijinhos

yonosoymillenium disse...

me ha gustado, en esta ocasion super actualizado con lo que ocurre por el mundo y la vida

teresadias disse...

Um alerta importantíssimo, actualíssimo, verdadeiro!
Jaime, APLAUDO efusivamente.
Quem anda à chuva...
Beijo poeta, feliz fim-de-semana.

Porventura escrevo disse...

Poesia prnsada e estruturada de outra forma
Gostei jaime

Daniela Silva disse...

na verdade, toda a internet é assim, ou quase. O único lugar que não encontro assim, é o blogger, pelo menos até hoje! Beijinho

Mário Margaride disse...

Boa noite, amigo Jaime.
Passando por aqui, relendo este excelente texto, que muito apreciei. E desejar um Feliz fim de semana, com muita saúde.
Abraço amigo.

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

Salete Bet Cattae disse...

Tenho bastante coisas guardadas, mas o qual eu precisava não tenho mais... seria para um concurso de poesia e as inscrições encerravam hoje às 13hs. Obrigada, Jaime.

Juvenal Nunes disse...

Assim vai o mundo.
Abraço amigo.
Juvenal Nunes

Teresa Isabel Silva disse...

Gostei da critica!
Aproveito para desejar um bom fim-de-semana!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram | Youtube

Arthur Claro disse...

Linda poesia, meus parabéns.

Arthur Claro
http://www.arthur-claro.blogspot.com

Pedro Luso de Carvalho disse...

Olá, amigo Jaime,
sem dúvida, um poema para a nossa época, para os dias de hoje, nesse estranho mundo da Internet.
Portanto, poeta, um poema muito atual, atualíssimo com inspiração em tudo que anda por aí na internet, acima de tudo, um ótimo poema muito bem humorado.
Gostei imensamente.
Um bom domingo, com humor e paz!
Grande abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

Caro JP
Palavras criticas e tão bem empregues, a cara chapada das redes sociais onde nem tudo o que se vê ou lê é o que parecer ser.
Gostei muito.
Continuação de bom domingo e uma semana cheia de saúde e paz.
Beijos.
:)

Kinga K. disse...

Wise words ❤

Elvira Carvalho disse...

Um excelente poema, uma irónica e dura critica sobre as redes sociais.
Abraço, saúde e boa semana

Rere disse...

Thanks for sharing

visit our website

ittelkom jakarta

Mário Margaride disse...

Boa noite, caro Jaime.
Passando por aqui, relendo este excelente poema que muito apreciei, e desejar uma boa semana com muita saúde.

Abraço amigo.

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

Sandra Figueroa disse...

Un poema muy actual amigo Jaime. Hay que tener cuidado con las redes sociales, saludos.

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Jaime. Você traduziu exatamente como as coisas são. A nossa vida é muito exposta, já não temos há muito a benddita privacidade. Existem pessoas no meu Facebook que eu nem lembro mais quem são. Eu tomo a mim como exemplo. Já expus muitos problemas meus, tristezas porque não aguentava mais, mas também falei muito das minhas alegrias. Esse texto é muito verdadeiro e reforça que não há amizades. Conta-se nos dedos e olhe lá. Eu lamento que seja assim, sei também que é via de mão dupla.
Poderia me estender mais, no entanto, já disse tudo.
Tenha uma excelente semana, querido.
Paz e luz.

Ailime disse...

Boa tarde Jaime,
Excelente e oportuna crítica às redes sociais, das quais não faço parte.
Tenho os blogues que já chegam para me entreter;))!!
Beijinhos,
Ailime

Kathy Leonia disse...

pretty!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Um grande, verdadeiro e oportuno alerta, num belo e profundo poema. Parabéns, amigo Jaime!

Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

Furtado

Ana Tapadas disse...

Exactamente, meu amigo! Na verdade crítica que o belo poema expõe, está uma realidade que é assustadora...alienação completa.

Beijo

Ana Freire disse...

Por isso, faço questão de não ter redes sociais, e de me lembrar com frequência, de como é ter um dia, afastada da Net...
Magnifica e assertiva inspiração, sobre esta Net (teia) que o mundo resolveu abraçar e se enredar... e em que tanta informação... afinal não conduziu o mundo a mais sabedoria nem bom senso... mas apenas a perda de privacidade... para fins... dos quais se calhar nunca estaremos completamente informados e consciencializados...
A não ser o universo dos blogues que frequento, e algumas paginas informativas de jornais on-line... o meu tempo passado na Net, é restrito... e ficou-o bem mais, em tempos de pandemia...
Beijinhos! Bom fim de semana, Jaime!
Ana