Translater

quinta-feira, 7 de julho de 2022

Procuro a tua rosa [416]

 


Da floresta, em pranto,
sou atordoado pelo aroma
azedo que escorre da chuva,
de espessa corpulência
e de pardas aguarelas.

Ténue, no seu amarfanhado perfil
perante o pássaro
de penas cinzentas que sou,
o sol que me bate é estéril
e a dor que em mim se espoja
ri-se do encanto
do rio de luz que te banha.

Procuro a tua rosa e afogo,
qual desafogo, cada espinho
cravado na babilónia indecisa
deste amor por nós tão tresmalhado,
porque em fogo extinto

as nossas almas se debruam

reciprocamente metafónicas.

 

© Jaime Portela, Julho de 2022


33 comentários:

- R y k @ r d o - disse...

Mais um poema BRILHANTE que muito me agradou e fascinou ler.
.
Cumprimentos poéticos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Roselia Bezerra disse...

Procuro a tua rosa e afogo,
qual desafogo, cada espinho
cravado na babilónia indecisa
deste amor por nós tão tresmalhado...

Bom dia de perfume floral, amigo Jaime!
Mesmo que nos atordoem, as rosas espargem perfumes inigualáveis.
Lindo poema!
Tenha dias abençoados!
Abraços fraternos

Os olhares da Gracinha! disse...

Amor tresmalhado pode ser mais sinal!!!👏👏👏...bj

Porventura escrevo disse...

Admiro a fluidez com que a poesia lhe sai, Jaime.
Abraço.

brancas nuvens negras disse...

O amor e a natureza, dois bons elementos para a poesia.
Um abraço.

chica disse...

Tão lindo poema,Jaime! Acabei de te ler também lá na Roselia! abraços, tudo de bom,chica

Caterina disse...

Sempre meravigliose immagini poetiche. Bravissimo Jaime. Buona giornata.

Marta Vinhais disse...

E no rio de luz tudo se encontra e renova em aromas pintados pela chuva....
Adorei.
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Mister Vertigo disse...

A poesia tem o condão de conduzir os seus leitores a universos mágicos repletos de sons e aromas, como sucede com este poema.
Muito boa tarde!
Bom fim-de-semana!

Fá menor disse...

Procuramos sempre rosas à nossa volta, mas são mais as vezes em que os espinhos é que nos espetam.

Bela poesia!

Beijinhos e tudo de bom!

Manuel Veiga disse...

belo Poema, amigo Jaime Portela

daqui nun se sai defrudado

abraço

Lucia disse...

Olá caro Jaime
Bonito poema
Bom final de semana.
Beijo!

Cidália Ferreira disse...

Um fabuloso poema. Obrigada pela partilha!
-
É assim, que esta vida tem jeito.

Beijos, boa noite!

Pedro Luso de Carvalho disse...

Gostei muito de ler esse seu belo poema,
amigo Jaime.
Aplausos ao poeta!
Um bom final de semana, com saúde e paz.
Grande abraço.

J.P. Alexander disse...

Bello y romántico poema. El amor siempre nos da dolor de cabeza. Te mando un beso.

Pedro Coimbra disse...

Que rosa tão perfumada.
Abraço, bfds

Graça Pires disse...

Este seu jeito de falar de amor é muito belo, meu Amigo Jaime.
Muita saúde.
Um beijo.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema, gostei.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Duarte disse...

Jaime, é a tentação desse aroma que embriaga o ser. Bom, mas acabaste por encontrar essa rosa? Segue, pode estar à tua espera! Bom, entre tanta barafunda tudo se faz mais complexo.
Gosto.
Forte abraço de vida.

Mário Margaride disse...

Boa tarde, caro amigo Jaime,
A beleza das palavras, reflete a intensidade do amor, que o poeta sente...
Gostei bastante.

Votos de um excelente fim de semana, com muita saúde.
Abraço amigo.

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

lis disse...

Um lindo caso de amor Jaime, onde a natureza
é a melhor parceira _ a rosa desejada ,o sol e rio
como aquarelas.
Abraço e um final de semana feliz, a inspirar-te.

SOL da Esteva disse...

Belo poema, Jaime. É na busca que se pode encontrar o " tal" caminho.
Parabéns, Amigo.



Abraço
SOL da Esteva

Olinda Melo disse...


Olá, Jaime

Gostei muito deste poema, feito de palavras
belas, tomando a natureza como testemunha.
Nela, a Rosa, altiva com espinhos
continuará a florir e a espargir o seu
perfume.

Bom fim de semana, meu amigo.
Abraço
Olinda

Ailime disse...

Boa tarde Jaime,
Magnífico poema esculpido com belas metáforas a que já nos habituou.
Beijinhos e bom fim de semana.
Ailime

Franziska disse...

Bellísimo y completamente poético. Feliz fin de semana.

Arthur Claro disse...

Linda poesia, meus parabéns.

Arthur Claro
http://www.arthur-claro.blogspot.com

MARILENE disse...

Tão belo seu poema!!!! Você traça caminhos magníficos em versos! Abraço.

Maria Lucia (Centelha) disse...

Um amor para lembrar, inspirar e expressar em palavras fortes. Aí nasce um forte e belo poema.
Beijo carinhoso, poeta.

Anónimo disse...

Gda

Anónimo disse...

Não precisas de procurar a tua rosa, pois já a tens há muito tempo. Agora há que cuidar e amar. Adorei o poema. Jaime, boa semana e beijos com carinho

Rosa-branca

Isamar disse...

Sabedoria e brilhantismo caracterizam os seus maravilhosos poemas, parabéns pelo enorme talento Querido Amigo Jaime!
Beijinho

NASSAH disse...

THIS POEM IS VERY SWEET

Ana Freire disse...

As rosas... e os seus inevitáveis espinhos! Há que saber distinguir as que na sua essência, têm alma de cactos...
Mais um poema notável, muito bem imaginado, que nos conduz a um intenso universo sensorial!
Beijinhos
Ana