Translater

segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Tenho acordado [427]

 


Tenho acordado

com os aromas das flores de Abril enevoados,

a agonizar por entre as moitas do desânimo

e o gosto acre da chuva

derramada pelo temporal da tua ausência.

Abro a janela e vejo o horizonte

a ser puxado para baixo

a cada minuto que passa sem te ouvir

e o grasnado das gaivotas diz-me

que ninguém sabe de ti.

Roubo as asas de uma gaivota e vejo-me,

ofegante,

um trovador à procura do castelo da princesa,

alarmado e volátil como o espírito,

sem palavras de tormenta ou de bonança.

Do alto, vejo-te a sorrir num areal imenso,

beijando o mar a rugir de sofrimento

e afastando o arrepio dos ventos,

indiferente ao meu ciúme tresloucado.

Exausto, tento abrigar-me da borrasca,

mas esmago,

apago,

restauro e

dilato

este sofrer de amar-te porque sim,

este enlevo de algemas

que de mim se faz teu prisioneiro

num jardim pejado de asas diárias de gaivota.

Moribundo,

a respirar páscoas de flores ausentes,

mergulho em calafrios de pétalas insípidas

e adormeço à espera do encanto do teu cheiro.

 

© Jaime Portela, Agosto de 2022


31 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Gostei amigo Jaime.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Lucinalva disse...

Bom dia, Jaime
Linda postagem, um forte abraço.

Nal Pontes disse...

Um belo poema. Um doce elevo de inspiração. Parabéns poeta. Um abraço

Ailime disse...

Boa tarde Jaime,
Um poema fabuloso!
Todos esperamos que as flores surjam viçosas e com os aromas do nosso contentamento.
Parabéns pela excelência do poema e belas metáforas com que o mesmo foi esculpido.
Beijinhos e uma boa semana.
Bom feriado.
Ailime

- R y k @ r d o - disse...

O último verso diz tudo: Ou seja: Existem sonhos que nos embalam a vida e dão luz ao nosso acordar e ... viver. Poema BRILHANTE.
.
Abraço poético – Feliz feriado (Portugal)
.

Fá menor disse...

Muito belo na sua tristeza!
Por vezes, somos acometidos de calafrios com o horizonte quase a cair-nos em cima...

Boa semana, amigo Jaime!

Porventura escrevo disse...

Um poema fora de época mas nao sem grande beleza
Lindo jaime

ematejoca disse...

O Jaime tece palavras musicais e cria pensamentos harmoniosos.
As metáforas a perpetuar a beleza do poema.

Saudações das margens do rio Reno 🌊

brancas nuvens negras disse...

O desígnio de quem ficou prisioneiro nos encantos de uma mulher. Triste acontecimento, mais comum do que se pensa.
Um abraço.

Cidália Ferreira disse...

Um poema muito bonito!! :)
-
Coisas de uma Vida

Beijos e uma excelente semana

Meulen disse...

Siempre es complejo poder saber como contener sin tristezas profundas el amor alejado, de eso han cantado tanto los poetas cantores , pero a su vez dentro de esa nostalgia al fin se puede vislumbrar un dejo de serenidad buscando en la belleza de las creaturas, por donde vive el amor universal.

Un bellísimo poema.

Mário Margaride disse...

Boa noite, caro amigo Jaime,
Mais um belíssimo poema aqui nos presenteia.
Onde num soberbo lirismo, manifesta a inquietação e o desassossego.
Parabéns!
Votos de uma excelente semana, com muita saúde.
Abraço amigo.

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

Roselia Bezerra disse...

este enlevo de algemas
que de mim se faz teu prisioneiro

Boa noite de paz, amigo Jaime!
O perfume do amor nos encanta quer dormido quer acordados.
Tenha uma nova semana abençoada!
Abraços fraternos de paz e bem

J.P. Alexander disse...

Melancólico poema siempre se extraña mas a alguien las noches. Te mando un beso.

Pedro Coimbra disse...

Uma ode a um amor ausente.
Abraço, boa semana

Juvenal Nunes disse...

A espera é sempre uma saudade, que nos torna prisioneiros do amor ausente como é bem referido no seu poema.
Abraço amigo.
Juvenal Nunes

Marta Vinhais disse...

E a paixão, o amor voltam a aprisionar-nos...na ausência, na presença de quem nos enche o coração, o tempo....
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Cláudia disse...

Sempre tão profundos... gostei muito.

Boa semana :)

Mister Vertigo disse...

Caro Jaime Portela!
Gostei especialmente deste poema.
Desejo-lhe uma boa semana!
Um abraço!

Paula Saraiva disse...

Um poema maravilhoso
Parabéns. Beijinhos

Paula Saraiva disse...

Um poema maravilhoso
Parabéns. Beijinhos

regina ragazzi disse...

Que encanto. Cada linha, cada verso. Li e reli. Abraço!

Lucia disse...

Olá caro Jaime.
Gostei do poema, não seria diferente poeta.
Boa noite e feliz semana.
Beijo!

lis disse...

Que bonito e delicado, Jaime
'adormecer à espera do encanto do teu cheiro' ...
é de uma sutileza que me encanta.
Que bom te ler !
deixo abraço ao amigo

Caterina disse...

Inebriante e profumata poesia di primavera! Molto bella, complimenti. Buona giornata, amico Jaime.

MARILENE disse...

Apesar de prisioneiro do amor, de mares agitados conturbarem os sonhos, a esperança ainda se faz presente. Lindo, Jaime! Abraço.

Luiz Gomes disse...

Boa noite meu amigo Jaime. Passando para desejar um excelente quinta-feira.

Maria Lucia (Centelha) disse...

Abril tem a particularidade do Outono aqui no meu Brasil. E, é o meu mês de aniversário. Portanto, as flores e o aroma desse mês são bastante fecundos. Teu poema tocou-me a pele de modo muito delicado , Jaime. Muito bom.
Um beijo.

Mujer de Negro disse...

Cuando la naturaleza se incrusta en nosotros, todo es belleza, amor y nostalgia
Otro abrazo

Mário Margaride disse...

Olá, caro amigo Jaime,
Excelente poema de amor aqui nos traz. Onde metafóricamente traduz todo o sentir, toda a emoção.
Gostei muito.
Votos de um excelente fim de semana!
Abraço amigo.

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

Ana Freire disse...

Um poema notável... que de facto, não poderia combinar melhor, com este estranho Verão... de flores ausentes... literalmente!
Mais uma inspiração, apaixonante e apaixonada, que é sempre um gosto imenso, descobrir por aqui!
Beijinhos
Ana