Translate

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Persistiremos




Aliados,
cicatrizamos as desventuras
despidos ao Sol,
mas a mágoa não se abate redonda,
de olhos fechados,
em pecados já mortos
pelo fogo dos nossos milagres.

De mãos dadas,
encolhemos as fronteiras das sombras,
detendo a noite,
e apostamos em cruzadas
de palavras brancas
para enterrar vivos
os nossos fantasmas que rosnam.

Mas continuaremos a voar
transpirados de gritos nas veias
e a respirar suspiros na síntese da voz,
que a garganta adelgaça,
enquanto não tocarmos
em pássaros a rir de tristeza.

E persistiremos
em esvaziar as circunstâncias da carne
que fervilha de seiva
e em encher a alma com uivos de Sol
enquanto não ouvirmos sereias
a chorar de prazer ao luar.




48 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Muito bom, excelente trabalho poético amigo Jaime, gostei.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

brisonmattos disse...

Uuaaaaaaaaaaaaauuuuuuuuuuuuuuuuu!

Daniela disse...

Poema lindíssimo!
=)

Bjinhos

Gil António disse...

Sempre um fascínio ler os poemas do amigo Jaime Portela
Sem dúvida um poeta de eleição.
Deixando um Abraço

* Amor em Desejos Indefinidos *

Cidália Ferreira disse...

Um poema lindo e sensível!!

Beijo e um excelente dia!

Andreia Morais disse...

Vou tornar-me repetitiva, mas fico sempre sem palavras para a sua poesia fantástica!
Adorei, uma vez mais *-*

r: Eu é que agradeço pelo comentário
Obrigada e igualmente*

Os olhares da Gracinha! disse...

Como sempre o seu poema proporciona um bom momento de leitura!!! bj

Marta Vinhais disse...

Apesar de tudo... voamos na paixão e enchemos a alma com o prazer...
Lindo...
Obrigada pela visita
Marta

✿ chica disse...

Aplausos para mais uma bela inspiração e poesia! Parabéns! abraços, chica

Hetero Doméstico disse...

Resiliência e paixão... :-)
Abraço

teresa dias disse...

Parabéns Jaime por criar e partilhar poemas de tanta qualidade.
"Persistiremos" é soberbo!
Vou reler, para não esquecer que só "aliados, cicatrizamos as desventuras".
Beijo.

Fernandes Diná disse...

Como sempre, belo labor poético Jaime!
Noite de paz e feliz fim semana!
Abraço!

Majo Dutra disse...

Persistir é imprescindível!
Apreciei a soberba imagética, a admirável desconstrução
e prodigiosa isnpiração.
Abraço, poeta amigo.
~~~

Josélia Micael disse...

Boa noite amigo Jaime!
Mais uma excelente poesia!
Parabéns, adorei!
Feliz final de semana!
Beijo fraterno!

Minhas Pinturas disse...

Penso que cicatrizar as desventuras significa amar.
Como sempre lindo poema, beijinhos
Léah

Pedro Coimbra disse...

E eu persistirei em passar aqui semanalmente.
Aquele abraço, bfds

Larissa Santos disse...

´Poema muito bonito:))

Hoje:- Tocar-te-ei, sem limites, qualquer canção .

Bjos
Votos de uma óptima Sexta -Feira

Julia Tigeleiro disse...

Linda...

Luísa Fernandes disse...

https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
Olá Jaime!
Excelente poema, caro amigo?

E persistiremos
em esvaziar as circunstâncias da carne
que fervilha de seiva
e em encher a alma com uivos de Sol
enquanto não ouvirmos sereias
a chorar de prazer ao luar.

Gostei imenso desse belo romantismo,
Que ainda não cicatrizou desventuras.
Beijinhos amigo Jaime.
Tenha um excelente fim de semana!
Luisa

Mariazita disse...

Temos que persistir, tal como tu fazes com a poesia, "oferecendo-nos" momentos de rara beleza e puro deleite.
É preciso dizer que gostei muito???

Dias felizes te desejo, amigo Jaime.

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Graça Pires disse...

Extremamente metafórico e belo, o seu poema. É sempre bom lê-lo, Jaime.
Um bom fim de semana.
Beijos.

Ana Tapadas disse...

Muito bom, este poema.
«Uivos de Sol»...magnífico!

Beijinho

Kasioles disse...

Con constancia y las manos unidas para fortalecer los mismos deseos, conseguiremos un mundo mejor.
Cariños y buen fin de semana.
Kasioles

Arco-Íris de Frida disse...

Poema tao belo... é romantico, sensivel... adorei o modo como foi construindo-o... sem duvida apaixonante...

Beijos...

mariam [Maria Martins] disse...

Intenso____. Beijinhos

Olinda Melo disse...


Olá, Jaime

"enterrar vivos os nossos fantasmas" parece-me um empreendimento com um alcance tão grande que realmente só unidos poderemos fazê-lo com sucesso.
Através da persistência conseguem-se milagres que mais não do que o expressar da nossa própria e inabalável vontade.

Abraço

Olinda

SOLIDARIEDADE disse...

Poema de intensa sensibilidade e emoção. Muiro bom.
Abraços.

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Delicioso Poema, Jaime.
Persistir nas vivências do Amor que sempre estará presente.


Abraço
SOL

Pedrasnuas disse...

Um poema soberbo, com metáforas sempre renovadas, apuradas, lapidadas, vertiginosamente inigualáveis . Um trabalho de fino quilate.
Persistiremos? Tem de ser. A lei da sobrevivência.

Bom domingo, amigo JP

Beijo

Maria Rodrigues disse...

Há que persistir sempre até ao final dos nossos dias.
Maravilhoso poema
Bom domingo
Beijinhos
Maria
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Ana Freire disse...

Maravilhosa... essa cruzada a dois... prosseguindo uma bela viagem... de mãos dadas... persistindo... e prosseguindo sempre... impelidos pela força do amor...
Mais um belíssimo, e romântico momento poético... que é sempre uma delícia, apreciar por aqui!...
Beijinho! Feliz domingo, e uma óptima semana, Jaime!
Ana

Mar Arável disse...

Sempre em pleno voo

Abraço

A Nossa Travessa disse...

Meu caro Jaimamigo

De um Poeta como tu que mais hei-de esperar? outro belíssimo poema, pois claro. Não tens emenda... Tens o vício dos versos e já ninguém to pode curar, por isso segue em frente e obrigado.

Um abração deste teu amigo e admirador
Henrique, o Leãozão
_______
Tal como havia avisado acabo de publicar na Nossa Travessa um novo artigo de minha autoria intitulado É difícil viver com um irmão mongoloide. Com ele inicio uma saga que se inspira nas narrativas da nossa Amiga Elvira Carvalho a quem agradeço o “empurrão”…

Lu Dantas disse...

Gosto tanto dos seus poemas e do direcionamento que ele nos dá!

Ótima semana!

beijos

https://ludantasmusica.blogspot.com.br

Arte & Emoções disse...

Olá Jaime! Passando para me deliciar com mais uma das tuas belas criações. O amor ainda é um dos maiores fomentos da nossa existência.

Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

Furtado

© Piedade Araújo Sol disse...

JP

e apesar de tudo...

Persistir é imprescindível!

belas metaforas para um forte poema.

boa semana.

beijinos

:)

Lucia Silva disse...

Majestoso e espetacular seu poema!
Beijos no coração!

BETONICOU disse...

Bravíssimo Jaime!Lindamente escrito poeta. Grande abraço. Ainda não temos atualização.

Zilani Célia disse...

OI JAIME!
É IMPRESCINDÍVEL SER PERSISTENTE PARA ENTÃO ENCHER A ALMA COM UIVOS DE SOL.
LINDO ISSO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Fá menor disse...

Com os fantasmas à solta, temos de ser persistentes em afugentá-los.

Beijinhos, amigo Jaime!

Teresa Almeida disse...

A palavra vai-se enredando em metáforas fascinantes. E persiste em prender o leitor.

Parabéns, amigo Jaime.

Beijinho.

GarçaReal disse...

Belíssimo poema com sensibilidade e profundidade.

Gostei imenso

Boa semana

Bjgrande do Lago

Manuel Veiga disse...

belo canto apaixonad.
gostei muito muito, caro Jaime Portela

forte abraço

Suzete Brainer disse...

A tua poética sempre neste voo profundo, intenso
e de beleza hipnotizante:

"De mãos dadas,
encolhemos as fronteiras das sombras,
detendo a noite,
e apostamos em cruzadas
de palavras brancas
para enterrar vivos
os nossos fantasmas que rosnam."

E sempre eu aprecio imensamente com muita admiração, amigo Jaime.
Beijo,

Jaime Portela disse...

*******************************************************************************
Caros amigos, obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar um novo poema. Espero que gostem.
Bom fim de semana.
Saudações poéticas.
*******************************************************************************

rosa-branca disse...

Vamos persistir até nos conseguirmos aguentar...somos todos assim uns mais fortes outros mais fracos. Por vezes essa teimosia cansa...e muito. Um poema fabuloso que gostei muito. Jaime, boa semana. Beijos com carinho

Tais Luso disse...

Amar é isso, não agigantar os problemas e tratar das pequenas cicatrizes, não deverão deixar marcas, não. Muito belo, meu amigo!
beijo!

Aliados,
cicatrizamos as desventuras
despidos ao Sol,
mas a mágoa não se abate redonda,
de olhos fechados,
em pecados já mortos
pelo fogo dos nossos milagres.

Julia Tigeleiro disse...

Lindo...lindo!!!