Translater

quinta-feira, 8 de abril de 2021

Perfeccionista [326]

 

Há, no seu sangue,

um instinto para o debruar contínuo das formas.

Não direi que o faça com afeto, ainda que,

a cada tropeção, logo se apronte um recomeço.

Mas o desejo irreprimível para bolear cada esquina

torna qualquer forma perpetuamente imperfeita.

Nesta atração pelo suplício de Tântalo redondo,

tenta alcançar o prodígio

tateando toda e qualquer zona irregular,

não sabendo que será para sempre lembrado

pela teimosia das mãos, que não param de polir.

E tem, antes da aurora, a costumeira aflição:

as formas, a retorcerem-se de loucura sem remédio,

acordam-no com a luz estroboscópica do pesadelo,

onde faz palavras cruzadas num jogo de xadrez.



43 comentários:

Dalva Rodrigues disse...

Metáforas instigantes meu querido amigo, Jaime.
Penso que todos nós nos moldamos e de certa forma tentamos moldar os outros ao nosso redor, em menos ou mais proporção.
Todos precisam de um ajuste fino em nossas relações afetivas importantes.
Adorei, abraço!

Beatriz Pin disse...

Acho que é um poema muito bom, retorto como os seus versos o descrevem, com muitos acertos de expresividade poética que me deijam perdida ao tempo que capto a ideia geral. Sempre ha nos seus poemas como duas vias de interpretalo.
Eu gostei e admirei. O resto é poesía!
Abraço tambem, querido amigo Jaime.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Gostei muito. Parabéns estimado amigo.
Votos de saúde.
😉
Olhar D'Ouro - bLoG
Olhar D'Ouro - fAcEbOOk
Olhar D'Ouro – yOutUbE * Visitem & subscrevam

A Paixão da Isa disse...

é muito bom ler aqui bravo bjs

Isamar disse...

E assim fico boquiaberta com tamanha inteligência poética!
Os seus poemas são de um talento estrondoso.
Magnífico e brilhante poema, amei!!!
Querido Amigo Jaime espero que tenha passado uma Páscoa feliz e com saúde.
Que o resto da semana seja igualmente feliz e sempre em segurança.
Um beijinho!

" R y k @ r d o " disse...

Maravilhoso de ler. Mais uma pérola poética que elogio.
.
Abraço poético.
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Fê blue bird disse...

Quem, como o meu amigo, escreve poemas com esta perfeição, tem que ser perfeccionista.
Um jogo de palavras, eruditas e bem elaboradas, que pode ter diversas interpretações.

Um beijinho amigo Jaime.

Cidália Ferreira disse...

Excelente poema! Obrigada pela partilha!:)

-
A vida tem sonhos que vão partir ...
-
Beijos, e uma boa noite!

Porventura escrevo disse...

"um instinto para o debruar continuo das formas"
O que destaco de um poema forte. À prova de bala
Gostei

Portugalredecouvertes disse...


Olá Jaime
sempre aquele sentido poético que ondeia e
puxa à tona momentos de reflexão :)
gostei de ler !

Toninho disse...

A perfeição na construção da inspiração, diria engenharia da poesia caro Jaime.
Beleza de partilha de sua arte cada vez mais profunda e bela.
Abraços e bom fim de semana.

Pedro Coimbra disse...

Tenho um bom bocado essa mania, o perfeccionismo.
Abraço, bfds

Sandra Figueroa disse...

Magnifico poema amigo Jaime. Saludos a la distancia.

Marta Vinhais disse...

Nem sempre somos perfeitos... acho que nada é perfeito...
Pode haver momentos perfeitos, mas há sempre sombras nas esquinas...
Interessante...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Magui disse...

Assim como a Tântalo, há tanto que nos escapa entre os dedos.
Muito bonito, como já nos habituou.
Bom fim-de-semana
Beijo

Fá menor disse...

"palavras cruzadas num jogo de xadrez": assim as tuas palavras, que nos fazem dar voltas e voltas em constante reflexão.

Beijinhos, amigo Jaime! Boa continuação!

Giancarlo disse...

Buon fine settimana.

teresadias disse...

Jaime, depois de ler e reler constato que atingiste a perfeição absoluta.
Parabéns poeta!
Beijo, bom fim-de-semana.

Emília Pinto disse...

Perfeição não existe, mas existe , em cada um de nós a idéia de que somos perfeitos, de que queremos encontrar a pessoa perfeita, o emprego perfeito, enfim...o desejo de termos uma vida perfeita; com o passar do tempo chegarmos à conclusão que nada disso acontece, de que esse pensamento não passava de ingenuidade , de falta de maturidade; fomos aprendendo com os erros, os nossos e os dos outros de que, afinal somos humanos imperfeitos, fomos aceitando viver na imperfeição da sociedade e , assim, com essa aceitação, deixamos de nos culpar tanto, deixamos de julgar os outros com tanta facilidade e a ter mais tolerância com aqueles que connosco vivem; se percebermos as nossas imperfeições, se as reconhecermos, seremos capazes de desculpar, entender e aceitar que os perfeccionismo ficou lá atrás, no tempo das ilusões, da juventude, no tempo em que ainda acreditavamos em principes e princesas encantados. Sabes...já fui perfeccionista, mas....acabou essa fase; agora, quero ser feliz com a minha imperfeição e com a imperfeição daqueles que comigo partilham a vida. Foi fácil essa transformação? Claro que não foi! Fácil , só para o poeta escrever sobre perfeccionismo. Parabéns, Amigo e obrigada. SAÚDE para todos. Um beijinho e um fim de semana agradável.
Emilia

São disse...

A perfeição humana consiste em ser imperfeita, mas ...tendo, sim, a ser perfeccionista .


Te abraço, meu amigo, bom fim de semana

Lígia Casaca disse...

Há fachadas assim! Muito luminosas, que nem se distingue o seu interior.

Belíssima construção frásica. Fique bem, Jaime.

Aproveite estes dois dias,em tudo distintos da semana para repousar.
Beijo

Maria Dolores Garrido disse...

Bom dia, Jaime. Sendo perfecionista ou não, há sempre o suplício de Tântalo à espreita, ainda que a vida vá decorrendo, aparentemente, tranquila. Há sempre a vontade de 'polir' mais um pouco, seja por necessidade ou prazer, para se alcançar a forma desejada, ainda que nem sempre tal aconteça.
Mas, se assim não fosse, a vida não teria, por certo, a mesma Poesia.
Um abraço e um bom fim de semana.

Roselia Bezerra disse...

A cada tropeção, logo se apronte um recomeço.

Bom dia de sábado, amigo Jaime!
Muita dor sentem os perfeccionistas.
Não somos perfeitos, só Deus.
Vamos recomeçando com a Ajuda Dele.
Tenha um ótimo final de semana!
Abraços fraternos

Mariazita disse...

Raramente me acontece com os teus poemas, mas desta vez assim foi:
Li, reli devagar, interiorizando cada palavra para, por fim, perceber a mensagem.
Lindo e profundo poema, querido amigo Jaime.

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Gostei amigo Jaime.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Maria Rodrigues disse...

Sentido, profundo e belo poema.
Bom fim de semana
Beijinhos

Teresa Almeida disse...

A vida é assim mesm: um contínuo recomeço em busca da perfeição.
A tua poesia nunca é linear, como se apenas jogasses os dados. Gosto.

Beijo, meu amigo Jaime.

Juvenal Nunes disse...

Por que não desejar que todos os artistas possam ser perfecionistas?
Abraço amigo.
Juvenal Nunes

Elvira Carvalho disse...

Gostei de ler.
Abraço, saúde e bom domingo

Tais Luso disse...

Essa nossa vontade e luta pelo perfeccionismo nada mais é do que a vontade de sermos aceitos pelas coisas certinhas que apresentamos. Como eu já passei dessa busca chata da perfeição, de uma eterna insatisfação, quero é me aceitar como sou, com meus erros e acertos. Como é bom, meu amigo! A vida fica leve e sorridente, pois passamos a rir um pouco mais de nós mesmos.
Sim, somos imperfeitos, e assim será sempre. Ótimo poema!
Beijo, Jaime!

Sementes Preciosas disse...

Metáforas que possuem um certo mistério, eu gosto. Me instiga e inspira ao mesmo tempo.
O perfeccionismo faz parte do humano, principalmente os de verve fina pras letras, como é o teu caso, que em vez de reprimir, expressou num poema. A poesia salta aos olhos, Jaime! Gostei.
Beijinho.

Ygraine disse...

WOW!! Such a breathtaking poem, as always, dear Jaime!
These metaphors tease my brain in the most delightful way...I am led deeper and deeper into a most beautiful fantasy...😊😊
Oh WOW again!!!

Stay safe, my friend...and have a great Sunday!!

Kisses xxx

Graça Pires disse...

A busca da perfeição faz parte da vida de quem quem quer encontrar o caminho certo. Magnífico poema, meu Amigo Jaime.
Uma boa semana com muita saúde.
Um beijo.

R's Rue disse...

😊

Rosemildo Sales Furtado disse...

Às vezes, exagero na perfeição leva à imperfeição. Como sempre, mais uma das tuas belas criações Jaime. Parabéns!

Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

Furtado

© Piedade Araújo Sol disse...

JP

Nem sempre o Poeta é perfeccionista.
Mas tenta, isso eu sei!
Bonito trabalho poético com metaforas de boa colheita.
Boa semana.
Beijinhos
:)

Simple Girl disse...

Bonita reflexão!

Pedro Luso disse...

Olá, amigo Jaime,
parabéns pelo seu poema elaborado que requinte, que me levou a uma segunda leitura para que pudesse compreender a fundo esse canto de amor e paixão.
Uma boa semana,
grande abraço!

Ailime disse...

Boa tarde Jaime,
Um poema belíssimo!
Os poetas conforme as suas inspirações procuram na perfeição a realização do seus anseios e formas.
Mas a poesia é também um jogo de palavras como muito bem diz que contraria e dificulta tantas vezes a verdade do poeta.
Gostei muito. Parabéns!
Um beijinho e continuação de boa semana, com saúde.
Ailime

Amélia disse...

Belíssimo e profundo poema!
Gostei muito de ler.
Bj, continuação de boa semana.

Duarte disse...

Amigo, também tenho certa tendência de ir nesse sentido. Dá-me a sensação de que nunca está perfeito.
Excelente poema que muito expressa uma linda forma de sentir.
Abraço de vida

Ana Freire disse...

Ardente e profundo momento... de puro perfecionismo poético!
Adorei ler, Jaime! Beijinho! Continuação de uma excelente semana, com saúde, para si e todos os seus!
Ana

Olinda Melo disse...


O perfeccionismo, por vezes, impede-nos de
ver o óbvio tanto nas pessoas como nas coisas.
Aceitar que nem tudo pode ser perfeito será
meio caminho para a compreensão e harmonia,
possíveis.

Poema lindo, que aborda com muito talento
uma das nossas fraquezas: o desejo exacerbado
de sermos perfeitos.

Abraço
Olinda