Translater

quinta-feira, 22 de abril de 2021

Talvez sejam as palavras [328]

 

Talvez sejam as palavras

que semeiam a simplicidade

daquilo que nos conquista

como escadas sem regresso

em direção à evidência.

Ou porque, de alma nos olhos,

nem sempre acorrentada à cegueira,

conseguimos ouvir com nitidez

o fogo vagaroso e demorado

que vai crescendo dos sonhos.

Em qualquer caso,

para que a fantasia não espigue,

é preciso ter o saber e a felicidade

de sentir a lucidez dos desejos

e de compreender

a imparcialidade do que sentimos.



52 comentários:

Maria Dolores Garrido disse...

Bom dia, Jaime
A poesia poderá existir sem palavras, mas será bem mais efémera.
Belo poema. Gostei muito de algumas expressões: 'de alma nos olhos','para que a fantasia não espigue'...
Um dia feliz com palavras felizes.

Lígia Casaca disse...

Jaime, muito profundo e interessante! Deliciei-me ao ler. Expressa-se de forma única !

Fim de semana à vista, que seja bom!

Beijo

Sementes Preciosas disse...

As palavras, materia-prima dos poetas, realmente já se faz escadaria para o Reino onde nasce a poesia, e tu poeta Jaime Portela já se encontra no topo. Parabéns.
Tua visita e tão bom comentário muito me felicitaram . Grande abraço.

Beatriz Pin disse...

Um outro belo poema que deija a sensação de ser comprendido mas não podería dizer que realmente sei de qué fala. São sentimentos que o poeta sabe quem ou que os inspira. A sua poesía leva seu selo. Sempre gosto ler o que escreve.
Abraço e boa continuaçao de semana.

Beatriz Pin disse...

Um outro belo poema que deija a sensação de ser comprendido mas não podería dizer que realmente sei de qué fala. São sentimentos que o poeta sabe quem ou que os inspira. A sua poesía leva seu selo. Sempre gosto ler o que escreve.
Abraço e boa continuaçao de semana.

" R y k @ r d o " disse...

Pois se calhar, ... talvez sejam mesmo as palavras...
.
Saudações poéticos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Fá menor disse...

Muito belas e acertadas palavras!

Beijinhos, amigo Jaime!

Portugalredecouvertes disse...

"o fogo vagaroso e demorado
que vai crescendo dos sonhos."
gostei muito da imagem
assim se constrói a expetativa
que é uma espécie de alegria que queremos
que dure no tempo

Fê blue bird disse...

Jaime,

O meu amigo, tem o dom de saber conjugar as palavras e fazê-las, poema.
Sempre com lucidez e alma no olhar.

Obrigada por este perfeito momento.

Um beijinho.


eli mendez disse...

Las palabras en algunos casos , son solo eso..palabras..
no siempre son el reflejo de lo que siente un alma y de lo que puede expresar un corazon. Un bello poema Jaime. Te deseo una noche feliz!!!
Besos

Jornalista Douglas Melo disse...

Caro Jaime,
Todas as palavras cumprem os deveres ou obrigações inerentes ao seu valor, nas frases, nos poemas, nos documentos, etc...
Cada palavra possui seu teor e, mesmo as “palavras engravatadas”, quais nós filósofos tanto utilizamos, dominam sua utilidade junto ao leitor. Até as ditas palavras perdidas, aquelas “que vão com o vento”, em dado momento, encontrarão seu lugar de aportar.
Eu particularmente, sou entusiasta da Etimologia, qual através de seus elementos (morfemas), nos remete ao significado sobre a formação e a estrutura de cada palavra.
Um abraço meu bom amigo e cuide-se!!!

Lúcia Soares disse...

Boa noite amigo💕

Toninho disse...

A lucidez dos desejos é de uma profundidade infinita caro amigo.
Belo poema com sua arte bela de poetizar.
Abraços e bom fim de semana.

Pedro Coimbra disse...

Lucidez e desejo costumam ser inimigos.
Abraço, bfds

J.P. Alexander disse...

Lindo poema la palabras son muy importantes Te mando un beso
Enamorada de las letras

Marta Vinhais disse...

As palavras cantam o que vai na alma...
Por vezes, tudo se resume a uma palavra...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Isamar disse...

"e de compreender
a imparcialidade do que sentimos."
Sábias palavras as suas Querido Amigo Jaime!
Um poema inteligentemente bem escrito. Admiro imenso o seu talento poético.
Desejo-lhe um excelente fim-de-semana.
Beijinhos

chica disse...

Jaime, tu sabes colocar e empregar muito bem as palavras.Tuas poesias são lindas! Essa mais uma! abraços, chica

SARA disse...

Jaime!
O teu poema mais uma vez é lindo adorei um bjo.
Um lindo fim de semana.

Ygraine disse...

Oh Jaime...this poem is truly outstanding! WOW!!!
Words...the poet's raw material...so intricately woven here...into such powerful emotion!
I am genuinely awe-struck!!!😊😊

Have a super weekend, my dear friend!

Kisses xxx

Emília Pinto disse...

Gosto de palavras, das ditas, das escutadas e também das escritas; uma palavra que admiro é a " simplicidade", simplicidade em dizer as palavras, simplicidade em saber escutá-las quando os outros fazem questão de nos escolherem como ouvintes e simplicidade nas nossas atitudes, no nosso modo de viver, nos relacionamentos, sejam eles amorosos, de amizade ou de simples vizinhança. Para quê complicar a vida? Para quê a arrogância, a mania de superioridade, o desrespeito por tudo e todos ? Para nada! Acabamos todos do mesmo modo e é bom que comecemos a pensar que não somos eternos e que a nossa mente já tem complexidade bastante para que nem sempre sejamos entendidos. E as palavras que tu tão bem sabes alinhar em verso são sempre um alento para quem as lê. A vida nem sempre é simples e há alturas em que a poesia faz um bem imenso. Um beijinho, Jaime e outra palavra que precisamos de saber escrever e dizer muito bem é SAÚDE e eu espero que , por todo o lado, a vejas escrita , dita e sentida. Bom fim de semana!
Emilia

Amélia disse...

O poema é lindo! Talvez sejsm mesmo as palavras...
Bom fim de semana
Bj

Majo Dutra disse...

Um poema bem expressivo, lúcido e coerente, como eu gosto|

Excelente, Jaime.

Bom fim de semana. Abraço, amigo.
~~~~~~~~~~~~

Dalva Rodrigues disse...

Sempre inspiradíssimo, meu querido amigo, Jaime!
A simplicidade pura traz em si uma sedução que pode nos enganar ou levar às alturas.
Abraço e bom final de semana, amigo!

Lucinalva disse...

Olá Jaime
Belo poema, desejo um ótimo final de semana. Abraços.

Giancarlo disse...

Buon fine settimana.

Porventura escrevo disse...

A inspiração está sempre consigo e em alta Jaime
😊
Gostei

Juvenal Nunes disse...

O poema não ilude que a eclosão do sentimento para ser real não pode ser imparcial. Daí que se alimente no fogo lento do crisol dos sonhos.
Parece-me, contudo, que entre a fantasia e a lucidez dos desejos não possa haver compatibilidade.
Abraço poético.
Juvenal Nunes

Juvenal Nunes disse...

O sentimento amoroso não não se compadece da imparcialidade e vai crescendo no acrisolado fogo dos sonhos, está explícito no texto.
O que me parece contraditório é que a fantasia se possa comprazer, na lucidez dos desejos.
Abraço amigo.
Juvenal Nunes

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Excelente poema, gostei.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

São disse...

É sempre indispensável ter lucidez!

Querido amigo, bom fim de semana, beijinhos

Mar Arável disse...

Festejemos as memórias vivas

tulipa disse...



Talvez sejam as tuas palavras, que me vão dar ânimo!

Parabéns pela bela inspiração, Jaime.

Não omito a fadiga dos vários confinamentos,
a saturação da pandemia e de pessoas irresponsáveis
a saturação de tudo
Estou exausta!
Anda tudo muito desanimado, afastado
por mim falo
Tudo é entrave à nossa liberdade!

Continuar a viver... eu bem queria
Uma nova etapa na vida, quando se faz aniversário
e esta etapa é crucial
com a toma da vacina, ainda não tive coragem,
estou em pânico.

Quando quiser passe por aqui:
http://momentos-perfeitos.blogspot.com/
http://meusmomentosimples.blogspot.com/

http://pensamentosimagens.blogspot.com/

Beijinhos e bom fim de semana.
Tulipa

Maria Rodrigues disse...

E as palavras se soltaram da alma do poeta e formaram um belíssimo poema.
Bom fim de semana
Beijinhos

Sandra Figueroa disse...

Tus palabras han formado un poema hermoso de leer y sentir. Saludos amigo Jaime. Cuídate.

Graça Pires disse...

A simplicidade vem sempre aliada às palavras que os poetas gostam de dizer. Gostei do se poema, meu Amigo Jaime. Bom dia da Liberdade.
Muita saúde. Uma boa semana.
Um beijo.

Pedro Luso disse...

Olá, amigo Jaime, às vezes pensamos que estamos apenas desabafando ao usarmos a palavra, mas outras vezes acabamos colocando no lugar do desabafo um poema de expressão como este, conduzido pela palavra.
Parabéns!
Uma boa semana,
um grande abraço!

Gracita disse...

Olá Jaime
As palavras trazem consigo os sentires
Não há imparcialidade no seu uso
É dom de quem sabe usá-las para bordar uma bela e empolgante poesia
Beijinhos meu amigo

Simple Girl disse...

Palavras, quando bem usadas conseguem realizar coisas tão bonitas, como os seus poemas! :)

vieira calado disse...

Olá, amigo!

Passei para ler e deixo

as minhas saudações!

Tais Luso disse...

Acho os que melhor usam as palavras são os poetas, colocam musicalidade, emoção e encantamento. Colocam dor e alegria nos momentos certos!
Parabéns, amigo Jaime, ótima inspiração.
Uma excelente semana!
Beijo.

lua singular disse...

Oi Jaime
Uma poesia digna de aplausos.
Uma poesia que entra pela alma e faz morada no coração.
Felicidade é tudo, pois sendo feliz todos que nos rodeiam os são também
Jaime. Adorei!
Beijos no coração
Lua Singular

Ana Tapadas disse...

A lucidez, sempre necessária, a dosear as palavras...

Gostei muito.

Beijo

R's Rue disse...

❤️

Magui disse...

As suas, meu caro Jaime, são um bálsamo.
Beijo

Elvira Carvalho disse...

E manter a lucidez é cada vez mais difícil hoje em dia.
Abraço e saúde

Luma Rosa disse...

Oi, Jaime!!
Por certo é preciso sabedoria para conquistar a felicidade. As melhores decisões são tomadas à sangue frio.
Beijus,

Manuel Veiga disse...

belo poema, harmnioso e pleno de sabedoria
forte abraço, caro Jaime Portela

teresadias disse...

Bela mensagem, espalhada num belíssimo poema.
Jaime, gostei!
Beijo.

Ana Freire disse...

Talvez por isso, simplicidade rime com verdade... e felicidade!...
Mais uma belíssima inspiração, onde as palavras, encontraram o veículo perfeito... para nos encantarem , por aqui!
Deixo um beijinho, e votos de um bom fim de semana... antecipado, que os dias, andam repletos de afazeres, em que tanta coisa por fazer se foi acumulando, em tempos de confinamento...
No meu próximo post, muito em breve, ficarão umas palavras do Jaime, em destaque, por lá uns dias... se a tradução estiver menos bem, será só dizer-me que altero prontamente!...
Beijinhos
Ana

© Piedade Araújo Sol disse...

JP

Pois é a lucidez dos desejos, é preciso entender.
Nem sempre o amor é coerente.
Belo trabalho poético!

:)

Teresa Almeida disse...

Adivinhava o caudal poético que encontraria no "Rio Sem Margens".
Sabes que não gosto de perder as tuas palavras - as que semeiam a simplicidade.

Beijos, caro amigo Jaime.