Translater

quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

O poema [368]

 


O poema, quando é poema

 [como o dissecar da vida ou da morte

e de outros variados pretextos]

forja a reconstrução da realidade

para apurar a claridade das coisas.

O poema, quando é poema,

vê o amor, rutilante, a tecer hálitos de sol

nos ditames selvagens das palavras

ou na demora sombria das madrugadas.

O poema, quando é poema,

é um desafio, gritante, à bem-aventurança

que há no sair do abismo

ou à liberdade que existe

na firmeza de deixar o que não vem.

O poema, quando é poema,

nunca é um tiro de chumbo disperso,

a contento, inútil e comezinho,

é uma arma de bala real, de senso letal,

para atingir e marcar o pensamento.

 

© Jaime Portela, Janeiro de 2022



38 comentários:

Glória Vilbro disse...

Verdade,Jaime. O poema, quando é poema, não se explica. Sente-se. E se nada fizer sentir, então é porque ou falhou o poeta, ou foi distraído o leitor. O poema, na sua essência, esse será sempre divino.
Gostei muito do que escreveu!
Beijinhos

Porventura escrevo disse...

O poema, quando é poema, torna as enumerações e as designações desnecessárias
:-)
Abraço.

lis disse...

Um poema é assim, Jaime
feito de todas as palavras necessárias e desejáveis.
E grande é o poeta que consegue desenha-lo, como fizestes.
Meu abraço e Parabéns.

Caterina disse...

Questa poesia è stupenda, mi ha emozionato tanto. Trovo che i versi finali siano eccezionali, portatori di una grande verita. Ti faccio i miei complimenti, Jaime, per il tuo talento. Buona giornata.

Mário Margaride disse...

Sem dúvida, caro amigo Jaime.

O poema, é o sentir do poeta
em todas as suas dimensões
seja ele qual for o tema
mexe com os nossos corações.

Gostei muito, caro poeta.

Parabéns, pela inspiração!

Continuação de boa semana.

Abraço amigo.

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

" R y k @ r d o " disse...

"O poema quando é poema" ... é discutível ( ou não...) na forma, contexto e conteúdo. Em rima, ou poema branco? Eis a questão. E não são ambos poema quando é poema? Claro que é um poema branco brilhante de contexto e conteúdo mas...existem outros que, também, não sendo brancos, são poema quando é poema. Gostei de ler.
.
Saudações cordiais
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos

silvia de angelis disse...

Un'esternazione intensa del nostro pensiero, immerso in parole d'immaginoso che parlano...
Versi bellissimi, apprezzati.
Un caro saluto,silvia

Fá menor disse...

Gostei deveras!
O poema é tantas vezes o exorcizar da alma.

Beijinhos.

A Paixão da Isa disse...

poema pode ele ser de tudo ou nada so quem gosta é que sabe adorei bravo bjs saude

Olinda Melo disse...


O Poema será tudo o que o Autor refere.
E é, a meu ver, fruto de inspiração que
não obedecerá necessariamente à realidade
ou realidades. Por isso, os poetas poderão
escrever todos os dias sobre grandes e
malfadados amores ou descrever a felicidade
das felicidades.
"O Poeta é um fingidor".
É a sua Arte.

Gostei muito, caro Jaime.
Abraço
Olinda

Roselia Bezerra disse...

O poema, quando é poema,

vê o amor, rutilante, a tecer hálitos de sol

nos ditames selvagens das palavras

ou na demora sombria das madrugadas.

O poema, quando é poema, é assim como o seu aqui que acabo de ler e sentir, amigo Jaime.
Tenha dias abençoados juntos aos seus, com saúde.
Abraços fraternos

Paula Saraiva disse...

O poema é sempre um poema em todas as situações servem até para um bom desabafo...
Beijinho amigo Jaime.

Andreia Morais disse...

Quanta ternura neste poema!
Continuação de boa semana

Pedro Luso de Carvalho disse...

Olá, amigo Jaime, esse seu belo metapoema mostra bem a necessidade dos poetas em abordar o mundo das palavras que, como diz Drummond, estão ali na forma de Dicionário. É verdade, as palavras esperam pelo poeta e pelo poema.
Meus parabéns.
Um ótimo final de semana, com os cuidados com o vírus.
Grande abraço.

Tais Luso de Carvalho disse...

Verdade, Jaime, há poemas que sentimos, e não cabem explicações!
Muito bom, gostei de ler, muito!
Um bom fim de semana,
beijo! Parabéns.

Ailime disse...

Boa noite Jaime,
Um poema belo e muito inspirado.
O poema pode ser tudo o que o poeta quiser desde que esculpido com a alma e o coração.
Um beijinho.
Ailime

** L e n a ** disse...


O poema quando é poema é escrito com todos os sentidos
do poeta com alma e coração
o poeta quando é poeta tem aquela sensibilidade para escrever esse poema

Beijinhos

J.P. Alexander disse...

Bello y reflexivo poema. Un poema debe impactar para pasar a la posteridad ya que transporta los sentimientos de autor. Te mando un beso

Pedro Coimbra disse...

O poeta a descrever o poema.
Abraço, bfds

Marta Vinhais disse...

O poema é o desabafo das emoções... deixa que os sentidos o invadam em palavras simples ditadas pelo coração...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Graça Pires disse...

Um poema pode ser o que quisermos: uma reza, um grito, uma absolvição, uma forma de cantar, uma declaração de amor... Gostei do poema, meu Amigo Jaime.
Muita saúde.
Um beijo.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Gostei deste belo poema amigo Jaime.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Cláudia disse...

Gostei! O poema do poema :)

Bom fim-de-semana

Majo Dutra disse...

Gostei de saber a tua opinião e achei interessante a conclusão,
algo bélica, mas sem dúvida expressiva e forte...

Bom fim de semana, Jaime. Abraço amigo.
~~~

SEM FRONTEIRAS "Fatima" disse...

Um belo poema, Jaime!

Tenha um bom fim de semana.

Abraço

Janita disse...

O poema, quando é poema, é um poema igual ao que acabei de ler. Forja reconstruções, tece palavras com peso e medida,
traz sempre a alma na voz, ainda que o momento não seja o de despedida.
Profundo e belo.

Um abraço e bom fim-de-semana, amigo Jaime.

Emília Pinto disse...

Dizem que é fácil fazer poesia, sentir e ver poesia nos pequenos pormenores da natureza, na vivência de cada dia e eu até concordo; a poesia não é sempre alegre, não canta sempre amores, não trata só de paz, mas, sim de tudo um pouco como na vida...mas, um poema, não creio que todos saibam fazer; é preciso engenho e arte para saber alinhar as palavras em versos e depois seguir..um verso, mais outro e mais uns quantos até que o poeta atinja a forma mais adequada para o seu poema. E aqui também ele encontra a sua maneira de falar dos seus amores, dos seus desencantos, dos problemas do seu país, das misérias do mundo em geral. Através do poema ele dá voz aos injustiçados da vida, deixa sair a revolta que lhe vai na alma e leva os seus leitores a reflectirem, porque, naquelas palavrinhas sabiamente alinhadas, há sempre uma mensagem; não saberemos, ao certo, o que se passava na cabeça do poeta, mas podemos sempre fazer a nossa interpretação e dela tirarmos conclusões muito interessantes. É isso o que tento fazer, Jaime, já que os poemas são para os poetas onde, claro, não me incluo. Obrigada, Amigo, pela oportunidade e desejo - te um bom fim de semana, com saúde, apesar do frio intenso. Beijinhos
Emilia

Vanessa Vieira disse...

O poema quando bem escrito toca a alma e eleva o leitor ao mais lindo estando de emoção e euforia!

Gratidão Jaime, por nos presentear com tão lindos versos!

Sandra Figueroa disse...

El poema cuando es poema es como lo escribes tu. Saludos amigo Jaime.

Mário Margaride disse...

Olá, caro amigo Jaime.
Passando por aqui, relendo este excelente poema que muito apreciei, e desejar um Feliz fim de semana com muita saúde!

Abraço amigo.

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

SOL da Esteva disse...

"O Poema, quando é Poema]"
Tem Vida em cada palavra.
O Poema é uma gema
Plantada quando se lavra
Que germina... e acena...



Magnífico, Jaime. Parabéns.

Abraço
SOL da Esteva

© Piedade Araújo Sol (Pity) disse...

JP

Uma boa definição do poema, que pode ser tudo o que quisermos.
Muito belo!
Bom fim-de-semana, com muita saúde e harmonia, amigo Jaime.
Beijo.
:)

AMALIA disse...

Un excelente poema.
Un abrazo.

Cidália Ferreira disse...

Gostei bastante do seu poema! :))

-
Quem dera, que a vida não fosse a descrença!

Abraço. Bom fim de semana.

Lucia disse...

O poema
Está em tudo, em todos
Seja triste, seja engraçado, seja feliz
O poema está na vida...
Nem precisa ser poeta
Bonito seu poema Jaime
Bom final de semana
Beijos

mariam [Maria Martins] disse...

Ai a força das palavras poema, poeta! Parabéns! Beijinhos

Maria Lucia (Centelha) disse...

Realmente um belíssimo poema, que me leva a sentir admiração e alegria, porque a força da energia das palavras, me tocou em cheio.
Parabéns poeta, adorei.
Beijo pra ti

Ana Freire disse...

Excelente leitura poética... da própria poesia!
Adorei este apurado cuidado interpretativo! Beijinhos
Ana